Práticas Educativas e Publicidade: a Iniciativa Privada no Almanak Laemmert (1844/1859).

Por: Aline de Morais Limeira.
Send to Kindle


Resumo

Este estudo se inscreve num projeto de pesquisa acerca do fenômeno da escolarização na Corte Imperial brasileira. Contribuindo, de modo particular, na investigação acerca dos processos de disseminação de escolas, seus materiais, sua organização e funcionamento. Um investimento que se ancora na busca por indícios que permitam tornar visíveis certos equipamentos das escolas, colégios e distintas práticas educativas da iniciativa privada na Corte e província do Rio de Janeiro no século XIX, a partir de uma fonte muito peculiar, o Almanak Laemmert. Seu uso de justifica pela recorrência do tema educação inscrito nestes seus registros publicitários, que, ao priorizar na escrita certas preocupações - como a estrutura física ou um "lugar mais salubre", um mobiliário, uma tabela de estudos, uma oferta de certos saberes, certos profissionais "premiados", "dignos e hábeis" - nos fornecem  indícios que possibilitam reconstruir a imagem deste modelo privado de educação que circula nos oitocentos.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.