Preconceito Contra Homossexuais no Contexto do Futebol

Por: André João Belacorça Alfaia, Annelyse Santos Lira Soares Pereira, Luana Elayne Cunha Souza e Tiago Jessé Souza Lima.

Psicologia & Sociedade - v.26 - n.3 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Este estudo analisa a relação entre as crenças sobre a natureza da homossexualidade e a homofobia no futebol. Participaram 184 jogadores de futebol, a maioria do sexo masculino (74%), com idade média de 24,5 anos. Os participantes responderam as escalas de crenças sobre a homossexualidade, preconceito e expressão emocional. Os resultados demonstram que os participantes do sexo feminino apresentam-se com menos atitudes preconceituosas do que os do sexo masculino e os mais novos exprimem maior homofobia do que os participantes mais velhos. Relativamente às crenças, os esportistas com maior adesão às crenças de natureza ético-moral da homossexualidade exprimem mais atitudes homofóbicas. Já os esportistas com maior adesão à crença sobre a natureza da homossexualidade baseada em justificativas culturais são aqueles com atitudes menos homofóbicas. Os resultados são discutidos à luz do papel desempenhado pelas crenças sobre a natureza da homossexualidade enquanto princípios organizadores do preconceito homofóbico.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-71822014000300022&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.