Pressão Arterial e Variabilidade de Frequência Cardíaca Após o Exercício Aeróbio e com Pesos Realizados na Mesma Sessão

Por: Marcos Doederlein Polito, Natalia Serra Lovato e Paulo Gomes Anunciação.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.18 - n.1 - 2012

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Verificar o comportamento da PA sistólica (PAS), diastólica (PAD), média (PAM), frequência cardíaca (FC) e a variabilidade da frequência cardíaca (VFC) após sessões de exercício aeróbio e com pesos combinadas em diferentes ordens. 
MÉTODOS: Nove homens normotensos realizaram aleatoriamente em dias diferentes uma sessão de exercício aeróbio (cicloergômetro; 60% do  O2pico; 50 min) seguido pelo exercício com pesos (oito exercícios, três séries de 10-15 repetições, 60% de 1RM) e outra sessão iniciada pelo exercício com pesos seguido pelo exercício aeróbio. PA, FC e VFC foram medidas antes do exercício e durante 60 min após o término das sessões em intervalos de 10 min. 
RESULTADOS: Não foram observadas diferenças entre as sessões experimentais. A média dos 60 min do período de acompanhamento foi menor para a PAS (repouso = 121,3 ± 3,9; pós = 114,4 ± 2,1mmHg) e maior para a FC (repouso = 75,8 ± 4,3; pós = 89,5 ± 5,8bpm) na sessão iniciada pelo exercício aeróbio. Em contrapartida, não houve diferenças na média do período de recuperação para a PAD, PAM e VFC. 
CONCLUSÃO: Como não houve diferenças entre as variáveis das diferentes sessões, conclui-se que a ordem de execução dos exercícios aeróbio e com pesos não interfere nas respostas cardiovasculares e autonômicas após o esforço de sujeitos normotensos.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922012000100004&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.