Prevalência e fatores associados ao consumo de álcool e tabaco entre estudantes do curso de educação física

Por: Andrea Ramirez Varela, Guilherme Lopes, Leonardo Rodrigues Alves, Luciana Zaranza Monteiro, Luis Beltrame e Marco Antonio Júnior.

Revista da Educação Física - UEM - v.29 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Este estudo verificou a prevalência e fatores associados ao consumo de álcool e tabaco entre estudantes do curso de Educação Física da cidade de Brasília, Brasil. Trata-se de um estudo epidemiológico de corte transversal, realizado com 903 estudantes matriculados no segundo semestre de 2016. Foi utilizado um questionário autoaplicado com perguntas referentes aos hábitos de vida relacionados à saúde. Participaram do estudo 903 estudantes, sendo 57,4 % do sexo feminino e 42,6% do masculino, a média de idade foi de 24,4±5,0 anos. Observamos que 68,8% dos estudantes ingerem álcool, e destes, 37,3% consomempelo menos uma vez ao mês, não mostrando diferença segundo o sexo (p=0.435). As mulheres (92,7%) e homens (91,7%) relataram que este hábito foi adquirido antes de ingressar na Instituição. Sobre o tabagismo, 29,1% afirmaram fumar, e destes, 7,0% fumam em festas ou final de semana. Os estudantes que moram com os pais ou parentes apresentaram maior prevalência do consumo de álcool (69,8) e tabagismo (31,2%). Considera-se que a disseminação de informações sobre os efeitos nocivos do consumo exagerado de álcool e do tabaco podem contribuir para a prevenção de danos à saúde e dos agravos sociais decorrentes deste.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/36306

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.