Prevalência de Lesões em Atletas da Seleção Brasileira de Taekwondo

Por: Anna Raquel Silveira Gomes, Bernardino Santi, Daniela Gallon Correa, Giovanni Luigi Manso Gnata, Roderley Reis Cirino e Vinicius Podbevsek Coutinho.

Caderno de Educação Física e Esporte - v.17 - n.2 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Identificar a prevalência de lesões em atletas adultos da seleção brasileira masculina de taekwondo. Métodos: Onze atletas com idade média de 24±4,5 anos responderam dois questionários semiestruturados e questões objetivas para investigação dos seguintes aspectos: idade; tempo de prática; graduação; região anatômica afetada em treinos e competições; mecanismos de lesão durante campeonato e treinamento; periodização; duração e frequência de treinos e competições no último ano; e se houve interrupção da prática de taekwondo decorrente das lesões. Resultados: A contusão foi o tipo mais frequente e os membros inferiores os mais acometidos; 27% relataram interrupção do treinamento maior ou igual a 1 dia de treino e/ou competição, em decorrência das lesões. A frequência média de competições; frequência semanal de treinamento e meses de treinamento por ano foram: 6±3 vezes/ano; 5±1 dias/semana e 10±3 meses/ano. Conclusão: A lesão mais prevalente dos atletas da seleção brasileira de taekwondo foi a contusão na coxa e no antebraço decorrente de golpe do adversário durante campeonatos.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/22389

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.