Prevalência de Lesões em Corredores de Rua na Cidade do Rio de Janeiro

Por: Mayara Rodrigues da Silva Fonseca.

44 páginas. 2015 23/02/2015

Send to Kindle


Resumo

A presente dissertação foi composta por duas investigações que tratam de aspectos relacionados às lesões em corredores de rua. A primeira pesquisa teve como objetivo principal identificar a prevalência de lesões, seus tipos, localização no corpo e fatores associados em corredores de longa duração da cidade do Rio de Janeiro. Na segunda investigação procurou-se identificar se o uso do tênis adequado para o tipo de pisada se associava à prevalência de lesões em corredores de rua. Para o primeiro contou-se com 1.272 corredores de rua, de ambos os sexos, com idades entre 18 e 77 anos. Foi utilizado um questionário com perguntas abertas e fechadas que tratavam de aspectos demográficos, rotina de treinamento, características da pisada e outros fatores. Foi observada uma taxa de prevalência de 30,8% de lesões reportadas pelos informantes, a maior parte (38,3%) no joelho. O segundo estudo teve a participação de 2.082 informantes, de ambos os sexos, com idades entre 18 e 77 anos. Utilizou-se, para esse estudo, um questionário com perguntas fechadas. Foi verificado que os tipos de pisada neutra, supinada e pronada não interferiram na ocorrência de lesões. Contudo, o uso do tênis específico para o tipo de pisada mostrou-se associado à maior prevalência de lesões (OR= 1,541; p< 0,001). Foi possível concluir, a partir dos dois estudos, que a taxa de prevalência de lesões não se encontra muito diferente das que têm sido encontradas nos estudos nacionais e que os tênis de corrida não parecem capazes de contribuir para a prevenção dessas lesões.

Endereço: http://www.eefd.ufrj.br/stricto-sensu

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.