Prevalência de Dor nos Nadadores de São Caetano do Sul

Por: Bárbara Oliveira Venâncio, Pascale Mutti Tacani e Paulo César Porto Deliberato.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.18 - n.6 - 2012

Send to Kindle


Resumo

OBJECTIVE: A natação é um esporte que vem se destacando nos últimos anos, sendo reconhecido que requer um elevado nível de treinamento e que gera sobrecarga musculoesquelética, a qual predispõe os nadadores a lesões. 
OBJETIVO: Verificar a prevalência e as regiões corporais com dor, correlacionando com o estilo principal e o tempo de prática nos nadadores do SERC em São Caetano do Sul. Método: Aplicação de um questionário com 19 perguntas em 71 atletas, sendo 30 do sexo feminino e 41 do masculino, nas categorias petiz (10 a 12 anos), infantil (12 a 14 anos), juvenil (14 a 16 anos), júnior (16 a 18 anos) e sênior (a partir dos 18 anos). As variáveis foram analisadas pelo teste de igualdade de duas proporções e Mann-Whitney. 
RESULTADOS: A prevalência de dor foi de 74,6% (n = 53; p < 0,001), sendo 39,6% (n = 21) no ombro e 22,6% (n = 12; p = 0,059) na coxa e o nado costas foi o único estilo que não apresentou correlação com a dor (p = 1,000), bem como com o tempo de prática (p = 0,075). 
CONCLUSION: Na população estudada houve alta prevalência de dor, sendo as regiões do ombro e da coxa as mais acometidas, não tendo correlação nem com o nado costas e tampouco com o tempo de prática esportiva.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922012000600010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.