Prevalência dos Sintomas do Envelhecimento Masculino e Sua Associação com Atividade Física e Qualidade de Vida.

Por: Melissa de Carvalho Souza.

2015 12/06/2015

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Analisar a prevalência dos sintomas do envelhecimento masculino e sua associação com a atividade física e qualidade de vida relacionada à saúde em homens de meia idade. Metodologia: O estudo transversal obteve uma amostra probabilística de 416 homens na meia idade (40 a 59 anos) com média de idade de 49±6 anos, de duas cidades no sul do Brasil. Foi utilizado questionário dividido em sete partes: características sociodemográficas; medidas antropométricas; estrato econômico segundo critério do IBGE; atividade física avaliada pelo IPAQ-versão curta; percepção de saúde - de acordo com o modelo da questão contida no BRFSS; qualidade de vida por meio do WHOQOL - bref, e sintomas do envelhecimento masculino pela Escala dos Sintomas do Envelhecimento Masculino (AMS). A análise estatística foi descritiva e inferencial. Resultados: Aproximadamente 60,2% dos homens foram considerados suficientemente ativos (ativos+muito ativos), com bons escores na qualidade de vida em todos os domínios, sendo o domínio social o maior (71±15) e o domínio físico o menor (60±9). Identificou-se que 61,6% dos homens apresentam sintomas do envelhecimento masculino, com destaque para os sintomas somáticos e psicológicos. Parece que a atividade física moderada e total exercem influência positiva na prevalência da sintomatologia de intensidade leve (p= 0,027; p=0,015). Para os que apresentavam os sintomas do envelhecimento masculino, os escores da qualidade de vida foram superiores nos domínios social e ambiental na prática de atividade física entre 3060min./dia, e no domínio físico para os que praticavam mais que 60min./dia, considerando atividade física moderada, moderada+vigorosa e total. Conclusão: Os homens com sintomas do envelhecimento masculino em intensidade leve praticavam atividade física moderada e total, por uma duração maior. Na relação com a qualidade de vida de homens com a sintomatologia também foram observadas intensidades e quantidades específicas de atividade física. Estes resultados podem atuar como incentivo à promoção da atividade física para homens nessa faixa etária, sendo um estímulo à atenção com à saúde e qualidade de vida dos mesmos.

Endereço: http://www.cefid.udesc.br/pos_cmh

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.