Prevalência e Fatores Associados à Inatividade Física nos Deslocamentos Para Escola em Adolescentes.

Por: Carla Menêses Santos, , , Rildo de Souza Wanderley Júnior e .

Cadernos de Saúde Pública - v.26 - n.7 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência e identificar fatores associados à inatividade física nos deslocamentos para escola em adolescentes. Trata-se de um estudo epidemiológico transversal baseado na análise secundária de dados de uma amostra de 4.207 adolescentes (14-19 anos). Os dados foram coletados por meio de um questionário previamente validado (GSHS-OMS). Foram classificados como "inativos nos deslocamentos" aqueles que relataram que não se deslocavam ativamente para ir à escola e/ou aqueles que o fazem, mas despendem menos de 20 minutos no trajeto de ida e volta. Observou-se que 43% (IC95%: 41,5-44,5) dos adolescentes são fisicamente inativos nos deslocamentos. Verificou-se que o local de residência e a escolaridade materna foram estatisticamente associados ao desfecho (inatividade física nos deslocamentos para escola) (p < 0,001). Entre os rapazes, a inatividade física nos deslocamentos foi significativamente associada à faixa etária (p = 0,02) e à cor da pele (p = 0,04). A inatividade nos deslocamentos é relativamente alta em comparação a outros estudos congêneres.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2010000700021&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.