Prevalência de Hipertensão Arterial em Frequentadores de Uma Academia de Ginástica da Cidade do Recife

Por: Anderson Almeida, Patrícia Moreira e Sarah Gomes.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve por objetivo verificar a prevalência de hipertensão arterial em indivíduos fisicamente ativos. Realizou-se uma pesquisa descritiva de corte transversal, com população composta pelos frequentadores de uma academia de ginástica da cidade do Recife. O processo de amostragem foi intencional e por conveniência, garantindo representatividade da amostra. Para avaliar o nível de atividade física foi utilizada a versão curta do International Physical Activity Questionare (IPAQ) (MATSUDO et al., 2001), sendo incluídos na amostra apenas os indivíduos ativos. Os sujeitos classificados hipertensos foram aqueles que apresentaram valores de pressão arterial (PA) iguais ou acima de 140/90mmHg, em duas aferições com intervalo de um minuto, sendo considerada a média das duas medições (SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA, 2007). Foram excluídos da amostra, indivíduos que estavam fazendo uso de anti-hipertensivos. Utilizouse a estatística descritiva para análise dos dados, por intermédio do programa SPSS - PC, versão 13.0. A amostra foi constituída por 92 sujeitos, com idade média de 46,60 ± 12,39 anos, sendo 85% do sexo feminino. Em relação aos níveis pressóricos, 58,82% foram considerados normotensos, 8,83% encontravam-se na zona limítrofe para hipertensão arterial e 32,35% classificados como hipertensos. Apesar, de a amostra ser constituída por indivíduos fisicamente ativos, observou-se razoável prevalência de hipertensão arterial, evidenciando a necessidade de investigações futuras acerca da influência de outros fatores, além do nível de atividade física, nos níveis pressóricos dessa população.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.