Prevalência de Inatividade Física e Fatores Associados Ao Transtorno de Humor em Adultos Jovens

Por: Carolina Wiener, Jerônimo Costa Branco, Karen Jansen, Marcelo Porto, Mariane Lopez e Ricardo Silva.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.20 - n.4 - 2012

Send to Kindle


Resumo

RESUMO: Os transtornos de humor caracterizam-se por manifestações afetivas consideradas inadequadas em termos de intensidade, freqüência e duração. O presente estudo tem como objetivo verificar a prevalência de inatividade física e sua associação com a prevalência de transtorno de humor em adultos jovens. O estudo transversal selecionou 279 jovens de um estudo de base populacional que entrevistou 1560 jovens de 18 a 24 anos. Os instrumentos utilizados foram um Questionário de Atividade Física Habitual e a Entrevista Clínica Semi-Estruturada de acordo com o Manual de Diagnóstico e Estatística das Perturbações Mentais 4ª Ed., realizada por psicólogas.. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, teste do qui-quadrado e regressão de Poisson no programa STATA 9.0. O estudo foi aprovado pelo comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Católica de Pelotas. Obtiveram-se os seguintes escores médios de atividade física: 12,74±8,43 no controle populacional; 8,75±8,07 na depressão e 11,95±7,31 no transtorno bipolar. Os fatores associados à inatividade física na amostra estudada foram ser do sexo feminino (p=0,010) e ter o diagnóstico clínico de depressão (p

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/3439

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.