Prevalência de Insatisfação com a Imagem Corporal Entre Estudantes de Educação Física

Por: Alexandre Palma de Oliveira, Monique Ribeiro de Assis e Rodrigo Sant Anna Marques.

Corpus Et Scientia - v.9 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo


O objetivo deste trabalho é verificar a existência ou não de distúrbiosrelacionados à imagem corporal em estudantes universitáriasde um curso de educação física de uma universidade pública nacidade do Rio de Janeiro. Participaram do estudo 102 estudantes,e utilizou-se um questionário anônimo, cujas questões versavamsobre as condições sociais, prática de exercícios físicos, peso e alturareais e desejáveis, uso de drogas, bem como incluía o questionáriovalidado sobre imagem corporal Body Shape Questionnaire (BSQ).Das informantes, 10 (9,80%) foram classificadas como tendo“moderada” ou “grave” distorção da imagem corporal. Entre ascaracterísticas sociodemográficas, somente a distribuição por faixaetária apresentou diferenças estatísticas significativas (p<0,02).Além disso, uma maior quantidade proporcional de pessoas com“moderada” ou “grave” distorção se encontra acima do peso(p<0,01). Pôde ser verificado, também, que há uma reduçãoconsiderável entre os valores de peso (p<0,05) e IMC (p<0,0001)“real” e “desejado”. Por fim, foi observado que os valores do BSQse associaram com o uso de laxantes e diuréticos (p<0,05). Aprevalência de distúrbios relacionados à imagem corporal entreestudantes de educação física parece ser semelhante à de outrosgrupos de mesma faixa etária, embora os padrões atuais de belezapudessem contribuir para que a taxa fosse aumentada.
 

Endereço: Imagem corporal,Estudantes, Body Shape Questionnaire (BSQ).

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.