Prevalência de Níveis Suficientes de Atividade Física em Mulheres de Meia-idade de Uma Capital Brasileira

Por: Adriana Coutinho de Azevedo Guimaraes e Maria de Fátima Marcelina Baptista.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.15 - n.6 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O principal objetivo deste estudo foi descrever a prevalência de mulheres de meia-idade do município de Florianópolis, SC suficientemente ativas. Participaram 1011 mulheres dos 45-59 anos. A atividade física (AF) foi avaliada por meio do Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ). De acordo com a idade, a amostra foi categorizada em três faixas etárias (A:45–49; B:50–54; C:55–59 anos). Conforme as recomendações da OMS, 87% das participantes foram consideradas suficientemente ativas. O grupo C revelou valores mais elevados de caminhada (C:55±41 vs. A:45±41 min/d; p=0,013) e de AF vigorosa (C:17±33 vs. A:13±30 min/d; p=0,117) comparativamente ao grupo A. A regressão linear mostrou que a AF total não aumentou com a idade (R2=0,248; p=0,059), com a escolaridade (R2=0,259; p=0,076), ou com o índice de massa corporal (R2= 0,072; p= 0,334), apesar de uma tendência positiva associada à idade e à escolaridade. Concluindo, 87% das mulheres de meia-idade do município de Florianópolis–SC eram suficientemente ativas; os níveis mais elevados de AF foram observados nas mulheres de 55-59 anos, principalmente, devidos à caminhada e à prática de AF vigorosa.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2013v15n6p677

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.