Prevalência de Obesidade Abdominal e Fatores Associados em Crianças e Adolescentes de Cascavel-pr, Brasil

Por: , Giseli Minatto, Juliane Berria, Keila Donassolo Santos e Roberto Régis Ribeiro.

Revista da Educação Física - UEM - v.24 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência de obesidade abdominal e a sua associação com indicadores sociodemográficos, estado nutricional e maturação sexual em escolares de oito a 17 anos, do sexo feminino. Trata-se de um estudo transversal realizado com 2.595 escolares do sexo feminino de escolas públicas e privadas da cidade de Cascavel, PR, Brasil. Foram coletadas informações sociodemográficas, antropométricas e de maturação sexual. Para a análise dos dados aplicou-se o teste qui-quadrado e a regressão logística binária. A prevalência de obesidade abdominal foi de 8,2%. As escolares do ensino médio apresentaram menores chances de ter obesidade abdominal quando comparadas as meninas do ensino fundamental (OR=0,36; IC95%=0,15–0,85) e aquelas com excesso de peso apresentaram maiores chances de ter o desfecho (OR=181,36; IC95%=84,43–389,58). São necessárias intervenções educacionais visando à prevenção e redução da obesidade abdominal, principalmente entre as escolares do ensino fundamental e com excesso de peso.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/17402/11811

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.