Prevalência do Uso e Conhecimento de Esteroides Anabolizantes Androgênicos Por Estudantes e Professores de Educação Física Que Atuam em Academias de Ginástica

Por: Evitom Corrêa de Sousa, Josiana Kely Rodrigues Moreira, Naicha Stefanie Félix Souza, Odilon Salim Costa Abrahin e .

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: Os esteroides anabólicos androgênicos (EAA) são substâncias, quimicamente semelhantes à testosterona, utilizadas para o tratamento/controle de diversas doenças. Contudo, tais substâncias estão sendo empregadas de forma não terapêutica e indiscriminada com finalidades de melhora da performance esportiva e principalmente estética. 
OBJETIVO: analisar a prevalência do uso e o conhecimento de EAA por estudantes e professores de educação física que atuam em academias de ginástica de Belém, PA. Utilizou-se para a coleta de dados um questionário fechado e anônimo, aplicado a 117 pesquisados. A comparação da prevalência do uso e o grau de conhecimento dos pesquisados sobre EAA foi realizada através de estatística não paramétrica, prova de X2 (Qui-quadrado), considerando o intervalo de confiança de 95% e p < 0,05. A média de idade dos participantes da pesquisa foi de 28,0 ± 6,3 anos e a prevalência do uso de EAA foi de 31,6% do total de sujeitos pesquisados. A prevalência maior foi entre os profissionais especialistas (39,3%), tendo como principal motivação para o uso de EAA a estética com 75,6%. Em relação ao conhecimento, verificou-se que as drogas classificadas como EAA foram: Durateston®, Deca-Durabolin®, oxandrolona/Winstrol®. Entretanto, estes profissionais confundiram-se ao apontar outras substâncias como sendo EAA, entre elas: hormônio do crescimento e óleos localizados. Entre os efeitos colaterais, os mais citados foram: acne, engrossamento da voz e agressividade; contudo, efeitos colaterais mais prejudiciais como câncer e aromatização foram menos assinalados. 
RESULTADOS: Demonstraram que a prevalência de uso de EAA foi significativa (p < 0,03) entre os estudantes e professores de educação física que atuam em academias de Belém, PA, revelando assim prováveis desconhecimentos destes sobre alguns dos efeitos colaterais, podendo implicar no uso indiscriminado destas drogas.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.