Prevalência do Uso de Protetores Bucais em Praticantes de Artes Marciais de Um Município do Paraná

Por: Alfredo Franco Queiroz, Eduardo Mulati Bastida, Mitsue Fujimaki Hayacibara, Raquel Sano Suga Terada e Rodrigo Aparecido Flausino Peron.

Revista Brasileira de Odontologia - Rbo - v.67 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar a prevalência do uso de protetores bucais por praticantes de artes marciais e a porcentagem de indivíduos que já sofreram traumatismos em academias de um município do estado do Paraná. Indivíduos de ambos os sexos, maiores de 18 anos e praticantes não profissionais de muay thai, jiu-jitsu e judô foram convidados a participar do projeto respondendo a um questionário. Os resultados indicaram uma prevalência de 34,6% do uso do protetor bucal e uma variação na prevalência de traumatismo dentário de 6,6% a 26,6%, dependendo da modalidade de esporte. É papel do cirurgião-dentista informar e conscientizar a população sobre o uso de protetores bucais na prática de esportes que ofereçam maior risco à saúde bucal.
 

Endereço: http://revista.aborj.org.br/index.php/rbo/article/view/192

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.