Prevalência do Uso de Substancias Químicas com Objetivo de Modelagem Corporal Entre Adolescentes de 14 a 18 Anos, de Ambos os Sexos, do Município de São Caetano do Sul, São Paulo, Brasil, 2003

Por: .

2005 29/03/2005

Send to Kindle


Resumo

O estudo do tipo epidemiológico foi desenvolvido com a participação de adolescentes de ambos os sexos, com idade entre 14 e 18 anos, matriculados e freqüentes nas escolas, públicas e particulares, do município de São Caetano do Sul, SP, no ano de 2003. O objetivo do estudo foi a identificação da prevalência do uso de técnicas ou substâncias químicas com finalidade de modelagem corporal entre os adolescentes de ambos os sexos e sua correlação com a prática de atividades físicas e esportivas extra-escolares; finalidades do uso; conhecimento sobre os riscos do uso; satisfação e insatisfação com o corpo, nível de escolaridade dos pais ou responsáveis e diferenças de sexo na adoção do consumo. Os adolescentes foram submetidos a um questionário de auto-resposta, aplicado simultaneamente em todos os alunos presentes na data pesquisa. O estudo contou com a participação de 18,64% da população da faixa etária do município (n=2219) sendo 48,72% mulheres e 51,28% homens. O instrumento de pesquisa, composto de 71 questões de múltipla escolha, teve seus resultados digitados em sistema de banco de dados que permitiu a utilização de software para cálculos estatísticos (SPSS, Versão 7.5). O estudo das variáveis foi realizado com o teste não-paramétrico Quiquadrado, considerando como intervalo de confiança de 95%. Os resultados demonstraram existir diferenças estatisticamente significantes na adesão a práticas físicas ou esportivas extra-escolares com maior incidência entre os homens (X2= 122,65, gl = 1, P<0,001). As mulheres demonstraram fazer uso de técnicas e substâncias para emagrecimento superior aos homens (X2= 208,31, gl = 1, p<0,001). O uso de esteróides anabólicos androgênicos foi maior entre os homens (3,7%), consoante com os dados encontrados na literatura mundial para o tema, apresentando diferença estatisticamente significante em comparação com as mulheres (0,9%) (X2= 19,36, gl= 1, p<0,001). Não foram encontradas diferenças significantes para o uso de substâncias químicas ou técnicas com finalidade estética entre homens e mulheres. Identificou-se elevado grau de desconhecimento das conseqüências da adoção dessas alternativas tanto entre os usuários quanto não usuários. Não foram encontradas diferenças significantes para o nível de escolaridade dos pais ou responsáveis e o uso das alternativas de modelagem corporal apresentadas aos adolescentes. Os dados permitem considerar que a prática esportiva não é fator preponderante na adoção dessas técnicas e substâncias, estando esses comportamentos atrelados a necessidades de modelagem corporal que atenda às exigências culturais presentes na sociedade brasileira.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000361858&opt=4

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.