Processo de Formação Esportiva: Estudo em Ambiente de Sucesso no Desenvolvimento de Talentos do Basquetebol Feminino

Por: Alexandra Folle.

2014 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o processo de formação esportiva em ambiente de sucesso no desenvolvimento de talentos do basquetebol feminino. Esta investigação, pautada na Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano, caracteriza-se como um estudo de caso do tipo descritivo, com abordagem qualitativa das informações. O contexto esportivo estudado compreendeu um Clube de Basquete do Estado de Santa Catarina, tendo como principais participantes as atletas pertencentes às categorias de formação deste Clube e seus respectivos treinadores. Contribuíram com o estudo dirigentes esportivos, treinador da equipe adulta, atletas da categoria adulta e ex- atletas da instituição. As informações coletadas por meio de entrevista semiestruturada e fontes documentais foram analisadas, através da técnica de análise de conteúdo do tipo categorial, no software NVivo versão 9.2. O processo de formação esportiva revelou três estágios de desenvolvimento da carreira esportiva das atletas de basquetebol feminino, vinculadas ao ambiente de sucesso no desenvolvimento de talentos esportivos. O estágio de iniciação esportiva demonstrou a predominância de demandas positivas, disposições geradoras (atributos pessoais), jogo deliberado, díades de observação e papel social de atletas em formação (contexto). As transições normativas (tempo) predominantes estiveram ligadas ao domínio esportivo (iniciação para a especialização) e ao domínio psicológico (infância para a adolescência). O estágio de especialização esportiva evidenciou o enfoque nos recursos ativos e na mesclagem de disposições geradoras e disruptivas, na diminuição do jogo deliberado e na ampliação da vivência de situações de prática deliberada, além de díades de reciprocidade e afetividade, bem como papéis sociais relacionados a atletas esforçadas e dedicadas. Além disso, estabeleceu a presença de transições esportivas (treinamento especializado - normativas, lesões-não normativas) e psicossociais (contatos sociais e lazer). O estágio de investimento esportivo enfatizou a necessidade de ampliação dos recursos ativos, exclusividade de prática deliberada, predominância de díades de atividade de conjunta de afetividade e papéis sociais marcados pelo sentimento de corresponder ao desempenho de atletas profissionais. As transições esportivas (das categorias de base para a adulta-normativas) e psicossociais (relacionamentos estáveis-instáveis) evidenciaram que os objetivos esportivos passaram a ser as principais metas de vida destas atletas. Nesta perspectiva, as informações coletadas permitem concluir que os atributos pessoais, as experiências em termos de
atividades molares, relações interpessoais e papéis sociais proporcionados pelo microssistema esportivo, bem como a superação de transições nos domínios tanto esportivo quanto não esportivo, revelaram o estabelecimento de processos proximais com predominância de resultados de competência no processo de formação esportiva das atletas de basquetebol feminino.

 

Endereço: http://ppgef.ufsc.br/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.