Processo de Formação de Tenistas Talentosos

Por: Marcelo Massa e Rafael Pacharoni.

Motriz - v.18 - n.2 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi obter informações a respeito do processo de formação de  tenistas talentosos e os consequentes fatores que contribuíram para o alcance do profissionalismo. Para tanto, se utilizou uma amostra de cinco tenistas brasileiros profissionais, caracterizados por terem pontos na  ATP (Associação dos Tenistas Profissionais). A pesquisa foi constituída através de um delineamento  qualitativo, que utilizou como instrumento uma entrevista composta por três perguntas abertas, elaboradas  para explorar o contexto de formação do talento. Para a análise dos resultados foi utilizado o “Discurso do  Sujeito Coletivo”. De acordo com os resultados, pode-se observar a importância que os professores tiveram  no desenvolvimento destes tenistas talentosos, tanto na iniciação como no treinamento. No que se diz  respeito ao planejamento dos treinos, o presente estudo demonstra a falta de profissionalismo nas fases  iniciais do processo de formação, e a posterior preocupação apenas quando este atleta demonstra possuir  algum potencial para seguir carreira profissional.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/4373

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.