Processo Seletivo no Futebol de Campo Sub-17: Interrelação dos Aspectos Físicos e Técnicos

Por: Ewertton de Souza Bezerra, João Cláudio Braga Pereira Machado, João Marinho Alcântara Netto e Wagner Jorge Ribeiro Domingues.

Revista da Educação Física - UEM - v.22 - n.1 - 2011

Send to Kindle


Resumo


O estudo teve como objetivo caracterizar os aspectos físicos e técnicos de jovens praticantes de futebol da categoria sub-17 de Manaus. A amostra foi composta por 33 indivíduos masculinos, com média de idade (15,27 ± 1,5 anos). Estes foram divididos em quatro grupos: G1 (zagueiros); G2 (laterais); G3 (meio-campistas) e G4 (atacantes). O G2 se destacou nos testes de agilidade (11,2 ± 0,71s), resistência (41,88 ± 3,18 ml/kg/min-1) e chute (65,60 ± 26,13 pontos). enquanto o G3 se mostrou melhor nos testes de velocidade (7,15 ± 0,46s), de passe (6,67 ± 2,27 pontos) e drible (16,35 ± 1,20s), e o G4 conseguiu um bom resultado no de salto vertical (48 ± 8,12cm). Pode-se afirmar que as variáveis não são usadas como critério para a seleção dos atletas e que não há um método de treinamento especifico para cada posição de jogo.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/9435/7531

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.