Produção Científica na Graduação: Desafios Para a Educação Física

Por: Andrea Carla de Paiva.

58 Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


INTRODUÇÃO:

O presente estudo objetiva compreender a produção científica na graduação, através da análise das monografias em seu processo de desenvolvimento, reconhecendo problemas de naturezas epistemológica, teórica e técnica. Este estudo de dissertação de mestrado, inserido no Núcleo de Estudo de Política Educacional e Prática Pedagógica, do Programa de Pós-Graduação em Educação/UFPE, busca responder como se caracteriza e quais as contradições entre teoria e prática na produção científica nos cursos de Licenciatura Plena em Educação Física do Estado de PE, expressos nos trabalhos monográficos e nas disciplinas que orientam trabalhos acadêmicos.

Para discutir alguns esses aspectos, refletimos acerca dos fatos que condicionam os discursos e as práticas educativas contemporâneas a conferirem o desafio da busca do reconhecimento dos sujeitos na construção de projetos socialmente referenciados.

Isto permite identificar, os referenciais epistemológicos, numa contextualização das práticas acadêmicas ligadas ao conhecimento, à clareza sobre o papel da universidade em relação à comunidade, o ensino que oferece e o conhecimento que desenvolve.

Portanto, a discussão acerca da produção do conhecimento na área da Educação Física & Esporte, permite identificar as tendências da realidade educacional brasileira e refletir acerca dos dilemas que a área educacional enfrenta, entre eles, a prática regular da pesquisa na universidade, que vem se tornando um desafio no processo de formação de professores.


 METODOLOGIA:

Com as discussões apresentadas acerca das dificuldades em produzir o conhecimento científico no Brasil, sobretudo no interior das universidades públicas, participaram da pesquisa os únicos Cursos de Licenciatura Plena em Educação Física no Estado de Pernambuco: o Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Pernambuco - DEF/UFPE, e a Escola Superior de Educação Física da Universidade Estadual de Pernambuco - ESEF/UPE.

Estes cursos estabeleceram como obrigatório, a entrega da monografia, baseados na Resolução 03/87, tendo suas primeiras produções a partir de 1994, sendo necessário, portanto, acompanhar os avanços e limites no contexto da investigação, até o primeiro semestre de 2001. Foram então mapeadas 375 monografias correspondentes ao número de monografias encontradas, disponíveis para consulta, sendo na ESEF/UPE 303 monografias disponíveis, e 72 estudos no DEF/UFPE.

O contexto da investigação nos permitiu utilizar uma abordagem qualitativa (MINAYO,1999), optando pela Pesquisa Documental, explorando as seguintes fontes: Bibliográficas; Monografias de Graduação; e os Documentos Curriculares .

Optamos pela abordagem Crítico-Dialética, a partir das categorias teóricas, "Realidade", "Possibilidade" e "Contradição" (CHEPTULIN, 1982), e como categorias empíricas, a formação de professores, a universidade e a produção do conhecimento. Utilizamos como instrumento de análise, o esquema paradigmático (SÁNCHEZ GAMBOA, 1994), a partir da análise de conteúdo (BARDIN, 1979).


 RESULTADOS:


Essa análise possibilitou o reconhecimento de uma predominância da tendência epistemológica de pesquisa empírico-analítica (68,80%), mas, a produção na linha fenomenológica-hermenêutica (14,93%) e na crítico-dialética (16,27%), indicam o esforço de aproximar o campo de intervenção da Educação Física e Esporte a uma perspectiva mais crítica do conhecimento científico.

Identificamos também os principais temas abordados nas monografias, sendo distribuídos da seguinte forma: Atividade Física e Saúde (36,8%); Comunicação e Mídia (0,5%); Escola (16,8%); Formação Profissional (6,9%); Memória, Cultura e Corpo (4,8%); Movimentos Sociais (2,4%); Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais (8,7%); Políticas Públicas (1,7%); Recreação e Lazer (1,3%); Rendimento de Alto Nível (21,7%).

Fazer uma análise sobre todas as temáticas abordadas nos estudos monográficos, nos permitiu identificar as lacunas que se formam a cada ano de entrega dos trabalhos: a) A falta de clareza epistemológica no processo de formação inicial do professor de Educação Física para sua autonomia no processo de construção dos argumentos, de forma mais consistentes; b) A necessidade em ampliar as análises dos objetos de estudo, estabelecendo os nexos com outros campos de intervenção, para que as referências teóricas se articulem entre si. c) O trato interdisciplinar do currículo que é inexistente, por isso, as discussões entre os núcleos temáticos que aparecem nas monografias não conseguem apontar avanços significativos.

CONCLUSÕES:

Os Cursos de Licenciatura Plena em Educação Física, ao se depararem com as problemáticas dos estudos e o contexto da elaboração da monografia não podem considerar a pesquisa como uma atividade burocrática, mas uma contribuição ao conhecimento humano produzido ao longo da história, visto como um princípio educativo, como um procedimento de iniciação científica, e não como produto final. Assim, buscamos apontar os desafios colocados para a formação o professor de Educação Física:

1.Desafio no Plano Educacional- No enfrentamento no contexto da formação do professor de Educação Física faz-se necessário aprofundar uma série de fundamentos, ampliar conceitos e superar pseudoconceitos;

2.Desafio no Plano Ético-político- A universidade como lócus de produção/apropriação do conhecimento científico, precisa barrar os determinantes desse reordenamento que transforma a universidade crítica e produtora de conhecimento, em uma instituição pública de direito privado;

3.Desafio no Plano Teórico e Epistemológico- Que no processo de formação de professores, para além de um domínio técnico e científico estejam as questões teórico-epistemológicas críticas;

4.Desafios no Plano da Prática Pedagógica do Professor- A necessidade de reconceptualização do fundamento do conhecimento, que é a práxis humana.

Os desafios apontam elementos para qualificar os estudos monográficos, a partir da prática da pesquisa, advinda de grupos de estudos, para que possam alcançar aproximações com programas de pós-graduação.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.