Produção de Espécies Reativas de Oxigênio Durante o Exercício Aeróbio e Anaeróbio

Por: Carine Ferreira de Souza e Luiz Cláudio Fernandes.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.8 - n.2 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O efeito protetor do exercício físico contra doenças está bem estabelecido na literatura, embora haja conhecimento de que sua prática gera radicais livres. Apesar de a mitocôndria ser a principal fonte de radicais livres, os processos de isquemia, inflamação e reperfusão também podem causar formação de radicais livres. A partir de uma ampla revisão da literatura, o objetivo deste estudo foi investigar o impacto do exercício físico sob condições de aerobiose e anaerobiose sobre a geração de espécies reativas de oxigênio (ERO). Verificou-se que o dano celular e tecidual por radicais livres, causado por peroxidação lipídica e inflamação, ocorre em ambos os tipos de exercícios físicos, sobretudo em esforços de alta intensidade. Existem indicações de que a geração de ERO durante o exercício físico não pode ser modulada pelo treinamento regular, contudo, o ambiente celular pode aumentar a concentração endógena de antioxidantes para compensar o estresse provocado. Além disso, a regulação de ERO pode acontecer de forma diferenciada em exercícios aeróbios e anaeróbios. Portanto, o monitoramento do estresse oxidativo pode ser bastante importante, particularmente, em exercícios anaeróbios.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/3888

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.