Professores de Física: Práticas e Subjetividades no Processo de Ensinar

Por: Ariane Milani Lopes.

2012 10/02/2012

Send to Kindle


Resumo

O presente trabalho de pesquisa em nível de Mestrado consiste no estudo de caso de professores egressos do curso de licenciatura em física da Unicamp, atuantes na rede pública de São Paulo. A pesquisa é do tipo qualitativa e se apoia em um referencial do campo psicanalítico - os discursos inconscientes do professor em analogia aos discursos inconscientes de Lacan. O texto trata da prática pedagógica do professor de ciências na escola contemporânea, para tanto, traz em seu escopo um resgate histórico dos modelos e teorias pedagógicas presentes no ensino de física desde o início do século XX até os dias atuais, travando um diálogo entre pensadores pós-modernos e seus críticos. Em seguida, com a intenção de compreender como os sujeitos se constituem professores nesta escola, trazemos o caso de dois professores de Física - Raul e Rodolfo - implicados com a profissão e atuantes na educação básica da rede estadual paulista. Através de observação e entrevistas problematizamos os saberes docentes que eles mobilizam e as referências subjetivas que parecem condicionar a condução de suas práticas. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000873374&opt=4

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.