Profissionalização de Organizações Esportivas: Estudo de Caso do Voleibol Brasileiro

Por: Eduardo de Andrade Pizzolato,.

125 páginas. 2004 16/12/2004

Send to Kindle


Resumo

Na busca de um melhor desempenho de suas atividades, observa-se um movimento constante das organizações no sentido de aperfeiçoar a eficácia de suas gestões. Nesse movimento, percebe-se que o profissionalismo surge como consenso e requisito fundamental à sobrevivência e crescimento de toda organização, inclusive para organizações esportivas. Este trabalho aborda a profissionalização da gestão de organizações esportivas no Brasil e se propôs a identificar aspectos relativos ao campo organizacional que afetam o processo de profissionalização das organizações esportivas. O Voleibol Brasileiro foi utilizado como estudo de caso, modalidade que é considerada a mais bem organizada no país, e, baseando-se em conceitos da Teoria Institucional, buscou-se compreender a dinâmica do campo organizacional do Voleibol no Brasil e sua influência no fenômeno da profissionalização, justificando o posicionamento estratégico de organizações esportivas. A pesquisa envolveu entrevistas com representantes dos variados conjuntos de atores pertencentes ao campo do Voleibol no Brasil, tais como atletas, equipes, patrocinadores, federações, Governo, entre outros. Os resultados demonstram que a profissionalização surge entre valores, idéias e regras sociais compartilhados entre os atores do campo, sendo considerada importantes para o desempenho das atividades das organizações esportivas e ao alcance de seus objetivos. Apesar de considerada necessária, observa-se, contudo, que há questionamentos quanto ao modo pelo qual a organização esportiva deva implementar a profissionalização. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.