Programa de Atividades Fisicas Para Crianças Asmáticas da Universidade da Paraíba

Por: Clariana Gonçalves Tavares, José Alfredo Dias Pinto Júnior e Valter Azevedo Pereira.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo


Esta pesquisa descritiva do tipo survay abordou questões relacionadas ao
desenvolvimento do programa de Atividade Física Adaptada para Crianças
Asmáticas, assim o estudo mostra algumas atividades lúdicas realizadas,
questionários de anamnesi, as opiniões das crianças sobre as aulas,
freqüência, intensidade e recuperação das crises. As crianças são incluídas
no pro g rama at rav é s de enc aminhamento médi co (pedi at ra s e/ou
pneumologistas) de ambulatórios hospitalares como Hospital Universitário
Lauro Vanderley, do Instituto de Previdência do Estado da Paraíba (IPEP),
como também de consultórios e clinicas particulares com diagnóstica de
asma. A coleta dos dados e informações referente as alterações que ocorrem
no comportamento das crianças, tanto físico-motoras, clínicos e sócioemocionais é feita através de questionários específicos levando-se em
consideração algumas variáveis como: gravidade da doença, freqüência,
intensidade e duração das crises, desenvolvimento e crescimento dos
mesmos através de medidas antropométricas (peso, altura, perímetro
braquial e torácico (expirado e inspirado), pregas cutâneas (tríceps,
abdominal e subescapular) no inicio e termino do programa segundo
recomendação da FAO/OMS (1985) em tabela padrão de referência NCHS,
utilizando-se de indicadores Peso/Altura e Altura/Idade. A pesquisa foi
feita com as crianças do projeto e com seus respectivos pais e responsáveis.
Para a coleta dos dados foram elaborados questionários, onde foi observado
que todas as crianças procuraram o programa e participam das aulas, no
sentido de amenizar a intensidades das crises asmáticas, 15 delas gostam
de realizar as atividades, 10 vão para encontrar seus amigos e 06 vão porque
seus pais ou responsáveis mandam. Também foi analisado que a freqüência
e a intensidade das crises como também a recuperação pós-cise melhorou
significativamente, dessa forma conclui-se que o Projeto de Atividade Física
Adaptada para Crianças Asmáticas está sendo relevante na melhora dos
sintomas da asma, otimizando a qualidade de vida das crianças

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/61_Anais_p221.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.