Proposta Metodológica Para o Ensino do Voleibol Escolar: Possibilidades de Intervenção na Prática Pedagógica

Por: Ubirajara de Oliveira e Ueder Moreira Magalhães.

XXI Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VIII CONICE - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

Ao longo da experiência na docência, percebeu-se que os esportes coletivos são predominantes nas aulas de educação física, sendo o voleibol o mais difícil de ser praticado pelos estudantes. Atuando em salas de aula superlotadas, tendo em média 40 alunos no ensino médio, como ensinar o voleibol? Como traçar estratégias para que todos consigam jogar? Quais metodologias utilizar? Partindo dessa realidade, o estudo tem por objetivo propor uma metodologia de ensino do voleibol para o ensino médio, onde a aprendizagem direcione os alunos a uma apropriação efetiva do conhecimento necessário para a prática (BORGES et al. 2017), se distanciando da visão tecnicista que ainda permeia o modo que muitos professores ensinam os esportes. Propõe-se uma pesquisa-ação, que é voltada para a intervenção na realidade social. De acordo com Prestes (2012), ela caracteriza-se por uma intervenção efetiva e ampla entre pesquisadores e pesquisados. Ainda Thiollent (1985), citado por Gil (2008) afirmam que é um tipo de pesquisa social com base empírica que é concebida e realizada em estreita associação com uma ação ou uma resolução de um problema coletivo e no qual os pesquisadores e participantes são representativos da situação ou do problema, estão envolvidos de modo cooperativo ou participativo.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.