Propriocepção e Reforço Muscular na Estabilidade do Tornozelo em Atletas de Futsal Feminino

Por: Adriana Moré Pacheco, Filipe Boeira Schedler, Ivan Pacheco e Letícia Oscar Ribas.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.23 - n.5 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Introdução: O futsal é um esporte coletivo caracterizado por movimentos rápidos e de alta intensidade, com frequentes trocas de direção dos atletas, o que predispõe os membros inferiores a lesões principalmente na articulação do tornozelo. Objetivo: Comparar os efeitos de um treinamento proprioceptivo e um treinamento de reforço muscular sobre a estabilidade articular do tornozelo, em atletas de futsal feminino, por meio do Star Excursion Balance Test (SEBT). Métodos: Foram avaliadas 20 atletas de futsal feminino, com idade entre 18 e 30 anos (média 22,45 ± 3,30), sem histórico de lesões nos membros inferiores nos últimos seis meses, divididas randomicamente em dois grupos. Um grupo realizou um treinamento proprioceptivo e o outro um protocolo de reforço muscular, durante quatro semanas. Foi utilizado o SEBT para avaliar as fases pré e pós-intervenção. Para a comparação de médias de ambos os tornozelos, em cada grupo isolado, utilizou-se o teste t para medidas repetidas. Para a comparação de médias entre os grupos, aplicou-se o teste t para amostras independentes. Adotou-se 5% (p ≤ 0,05) como nível de significância e as análises foram realizadas no programa SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) versão 18. Resultados: Tanto o treinamento proprioceptivo quanto o de reforço muscular obtiveram resultados estatisticamente significativos nas direções lateral, posterolateral, posterior, posteromedial e medial, demonstrando boa estabilidade da articulação do tornozelo para qualquer um dos protocolos. Na comparação do pré e pós-intervenção entre os grupos, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas em nenhuma das direções do teste. Conclusão: Treinamentos proprioceptivos e treinamentos de reforço muscular com duração de quatro semanas parecem ser alternativas viáveis e eficazes no incremento da estabilidade articular do tornozelo em atletas de futsal feminino.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922017000500412&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.