Protocolos de Treinamento Intervalado e da Periodização Aeróbio Para Natação com Ratos

Por: Júlio Wilson Dos-santos.

17 páginas. 2004 16/12/2004

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho teve como objetivos: 1- adaptar para ratos dois modelos de treinamento intervalado, realizados no treinamento com humanos; 2- padronizar uma periodização do treinamento aeróbio para natação com ratos; 3- comparar os efeitos desses protocolos com o treinamento contínuo. Foram avaliados em ratos Wistar, adultos (70-120 dias), o limiar anaeróbio de lactato (LAN); a concentração de lactato sangüíneo (CLS) relativa à carga de 5% mc, durante o teste do LAN; o glicogênio muscular e hepático; o metabolismo glicídicoin vitro, em fatias isoladas de músculo sóleo incubadas em presença de insulina (100μU/100mL), medindo-se a captação de glicose pela [3H] 2-deoxyglicose (2-DG = 0,5μCi·mL), a síntese de glicogênio, produção de lactato e oxidação de glicose com glicose (5,5 mM) contendo [U-14C] glicose (0,25μCi·mL-1), expressos emμ mol·g-1·h-1. A análise estatística empregada foi Anova,one-way , p<0,05 vi treinamento foiquantificada(%mc · tempo de exercício na sessão de treinamento) e a sobrecarga total de trabalho equiparada entre os grupos. No primeiro experimento não houve diferença significativa no LAN entre os grupos e apenas o TC5 apresentou menor concentração de lactato sangüíneo relativa 5%mc do que o SED (TC5 = -21,8; TI7,5 e TI10= -12,7%). Somente os animais do grupo TI7,5 apresentaram maiores valores na síntese de glicogênio (27,3%), do que o SED, maior produção de lactato (70,9%) do que o TC5. No segundo experimento os animais TC5 e TP apresentaram LAN significativamente superior ao SED (133 e 204%, respectivamente) e o TP superior ao TC5 (30,1%). A CLS relativa a 5% mc nos grupos TC5 e TP foi significativamente inferior aos SED (TC5= -33,9 e TP= - 30,6%). Os animais do grupo TP apresentaram maiores valores na captação de glicose (59,2%) com relação ao SED e na síntese de glicogênio e oxidação de glicose com relação aos animais SED (51,3 e 146,7%) e com relação ao TC5 (22,4 e 172,7%), respectivamente. O grupo TC5 apresentou valores superiores na síntese de glicogênio com relação aos animais do grupo SED (23,5%). Glicogênio muscular e hepático não diferiram entre os grupos, nos dois experimentos. O TC5 leva à redução da CLS em carga submáxima (5% mc). O TI7,5 é um bom estímulo para a via anaeróbia, além da aeróbia. Os resultados do TP demonstram que a organização do treinamento através da periodização foi o protocolo mais eficiente em todos os parâmetros avalia dos. Além do TC5, já empregado em outros estudos, os protocolos de treinamento TI7,5,TI10 e principalmente o TP, padronizados nesse estudo, abrem novos caminhos para o estudo do treinamento físico denatação com ratos. Isso comprova que é possível adaptar os métodos de treinamento realizados com humanos e estuda-los através do exercício de natação com ratos.
 

Endereço: http://base.repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/100392/santos_jw_dr_rcla.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.