Protótipo Para Cirtometria Torácica e Abdominal Instrumentalizada

Por: Lutiane de Amorim Avila.

2004

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi construir e validar um instrumento para avaliar a musculatura respiratória através da diferença do perímetro torácico e abdominal durante a respiração e um procedimento de avaliação para o mesmo. O estudo caracterizou-se como pesquisa experimental e de desenvolvimento tecnológico. As coletas foram realizadas no Laboratório de Biomecânica do CEFID/UDESC com 10 indivíduos saudáveis, estudantes do CEFID, com idades entre 20 e 30 anos. Alguns dos procedimentos adotados para o processo de validação do instrumento foram a validade teórica, a validade experimental, a calibração do sensor e a definição do procedimento a ser utilizado nas coletas. O protótipo foi construído utilizando-se um encoder de deslocamento linear com processamento digital e resolução de 5,9 pontos/mm. A aquisição dos dados foi feita através do programa AmLabII©, que é um sistema de aquisição, processamento e armazenamento de sinais e dados, gerencia eventos e trabalha em tempo real, disponibilizando dados na forma digital e analógica. Foram realizados dois procedimentos de coleta, um em que as medidas de PImáx. e de PEmáx foram realizadas simultaneamente com as medidas de deslocamento torácico, em decúbito dorsal, e outro em que estas medidas foram feitas separadamente, as medidas de pressão, na posição sentada, e em seguida as de deslocamento, em decúbito dorsal. Para determinar a validade e a fidedignidade do equipamento, seguindo-se o princípio de medidas lineares; e para as medidas de variação do perímetro torácico e abdominal, obtidas para a validade experimental, foi utilizada a estatística descritiva ( x , s e CV%). Para verificar se houve correlação entre as medidas de variação do perímetro com as pressões respiratórias foi aplicada a correlação de Pearson, com p £ 0,05. Os resultados encontrados nos protocolos 1 e 2 indicam que é preciso reformular o protocolo que será adotado, de forma a otimizar o método. Em relação à construção do protótipo, este correspondeu às expectativas quanto à possibilidade de registrar a variação da amplitude dos movimentos tóraco-abdominais pela diferença do perímetro. O sistema apresentou alta resolução e boa linearidade das medidas, contudo, necessita-se realizar mais testes para verificar a repetitibilidade das medidas e sua consistência. Quanto aos procedimentos adotados, acredita-se que o instrumento e o método são viáveis, porém há necessidade de verificar se o número de repetições adotado é suficiente e qual dos protocolos atende melhor as necessidades clínicas. Também se observou a necessidade de modificar a posição adotada para as coleta das medidas de pressões respiratórias e da variação dos perímetros tóraco-abdominais, para que sejam possíveis comparações mais fidedignas com outros métodos de avaliação respiratória. Não se obteve correlação estatisticamente significativa entre as medidas de pressões respiratórias com as de variação do perímetro tóraco-abdominal no protocolo 1, porém, traçando-se os gráficos da pressão pelo deslocamento obtivemos indícios da possibilidade de obter-se a complacência. Essa idéia foi reforçada a partir do cálculo experimental realizado com o sistema de simulação do sistema respiratório humano. Porém, necessita-se de mais estudos para chegar-se ao número ideal de repetições e posteriormente como obter esses parâmetros em humanos.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.