Provocações Entre Currículos e Culturas a Ação do Profissional do Lazer

Por: Cathia Alves.

Conexões - v.17 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: Estabelecer as ligações entre cultura, currículos e lazer; tencionar e desestabilizar os processos de subjetivação discursadas por diferentes artefatos culturais que de alguma forma, ensinam modos de ser, produzem comportamentos e se associam ao lazer. Metodologia: Recorte bibliográfico de pesquisas articuladas aos estudos culturais a luz da visão foucaultiana. Resultados e discussão: Atuar no lazer tem se revelado desafiador no que diz respeito aos processos de subjetivações e movimentos culturais. Conclusão: Colaborar para a intervenção dos profissionais, com inclinação de refletir, questionar e agir para desregular as normatizações, provocando movimentos que produzam saber e promovam o deslocamento do poder.

Referências

ALVES, Cathia. O Lazer no Programa Escola da Família: análise do currículo e da ação dos educadores universitários (Tese de Doutorado). Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Programa de Pós-Graduação em Estudos do Lazer. Belo Horizonte: UFMG/EEFTO, 2017.

ALVES, Cathia; BAPTISTA, Maria M; ISAYAMA, Helder F. O lazer e a atuação de estudantes como educadores universitários no Programa Escola da Família. Licere, Belo Horizonte, v.20, n.3, set/2017.

CAPI, André Henrique Chabaribery. Construção de saberes sobre o lazer nas trajetórias de formadores/as do Programa Esporte e Lazer da Cidade (PELC). 2016, 247f. (Tese de Doutorado). Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Programa de Pós-Graduação em Estudos do Lazer. UFMG/EEFTO, Belo Horizonte, 2016.

CECHIN, Michelle Brugnera Cruz; SILVA, Thaise. Assim falava Barbie: uma boneca para todos e para ninguém. Fractal, Rev. Psicol. vol.24 n.3 Rio de Janeiro, Sept./Dec. 2012.

COSTA, Marisa Vorraber. Ensinando a dividir o mundo; as perversas lições de um programa de televisão. Revista Brasileira de Educação. n. 20, Maio/Jun/Jul/Ago, 2002.

CUNHA, Marlécio Maknamara da Silva. O dispositivo pedagógico da nordestinidade no currículo do forró eletrônico. In: PARAÍSO, Marlucy Alves. Pesquisas sobre currículos e culturas. Ed CRV: Curitiba, 2010.

CUNHA, Marlécio Maknamara da Silva. Currículo, música e gênero: o que ensina o forró eletrônico? (Tese de Doutorado). Faculdade de Educação. Programa de pós-Graduação em Educação. Belo Horizonte: UFMG/FAE, 2011.

CUNHA, Marlécio Maknamara da Silva. Afinidade e afinações pós-críticas em torno de currículos de gosto duvidoso. In: MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann; PARAISO, Marlucy Alves. (org) Metodologias de pesquisas pós-critica em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2014.

DAL’IGNA, Maria C. Família S/A: um estudo sobre a parceria família-escola. Tese (Tese de Doutorado). 2011, 180f. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.UFGRS, Porto Alegre, 2011.

DAL’IGNA, Maria C. Grupo focal na pesquisa em educação: passo a passo. In: MEYER, Dagmar E. PARAISO, Marlucy A. (org) Metodologias de pesquisas pós-critica em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2014.

DAMICO, José. Juventudes governadas: dispositivos de segurança e participação no Guajuviras (Canoas-RS) e em Grigny Centre (França). 2011, 290f. (Tese de Doutorado). Faculdade de Educação. Programa de pós-graduação em Educação. UFRGS, Porto Alegre, 2011.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Mídia e educação da mulher: uma discussão teórica sobre modos de enunciar o feminino na tv. Estudos Feministas. Ano 9, 586, 2º Sem, 2001a.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault e a análise do discurso em educação. Cadernos de Pesquisa, n. 114, novembro, 2001b.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Problematizações sobre o exercício de ver: mídia e pesquisa em educação. Revista Brasileira de Educação. n. 20, Maio/Jun/Jul/Ago, 2002.

FREITAS, Daniela Amaral Silva. O currículo da escola municipal de vila abobrinha: o foco dos procedimentos. In: PARAÍSO, Marlucy Alves. Pesquisas sobre currículos e culturas. Ed CRV: Curitiba, 2010.

FREITAS, Daniela Amaral Silva. Relações de gênero nos kits de literatura afro-brasileira distribuídos pela Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte: razão e emoção para regular corpos na literatura infantil. In: CALDEIRA, Maria Carolina e PARAÍSO, Marlucy ALVES. Pesquisas sobre currículos, gêneros e sexualidades. Belo Horizonte: Mazza, 2018.

FOUCAULT, Michel. Verdade e subjectividade (Howison Lectures). Revista de Comunicação e linguagem. n.19. Lisboa: Edições Cosmos, 1993. p. 203-223.

FOUCAULT, Michel. Dits et écrits. vol. IV. Technologies of the Self. Paris: Gallimard, 1994, p. 783 - 813. Disponível em: www.filoesco.unb.br/foucault Acesso 20 de mar, 2016.

FOUCAULT, Michel. La gubernamentalidad. In: GIORGI, Gabriel e RODRÍGUEZ, Fermín (comps). Ensayos sobre biopolítica Excesos de vida. Buenos Aires: Paidós, 2007.

FOUCAULT, Michel. Nascimento da Biopolítica. Curso dado no Collège de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

FOUCAULT, Michel. O governo de si e dos outros: curso no Collège de France (1982-1983). São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Edições Loyola, 2013.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir: nascimento da prisão. 42 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014a.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade 3: o cuidado de si. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque. São Paulo: Paz e Terra, 2014b.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do Poder. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GIL, Gilberto. REP. Álbum: O Sol de Oslo, 1998.

GIROUX, Henry. Cultura, política y practica educativa. Barcelona: Grão, Biblioteca de Aula, 2001.

GIROUX, Henry. Praticando estudos culturais nas faculdades de educação. In: SILVA, Tomaz T. (Org). Alienígenas na sala de aula uma introdução aos estudos culturais em educação. 11 ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2013a.

GIROUX, Henry. Memória e pedagogia no maravilhoso mundo da Disney. In: SILVA, Tomaz T. (org). Alienígenas na sala de aula Uma introdução aos estudos culturais em educação. 11 ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2013b.

HALL, Stuart. A centralidade da cultura: notas sobre as revoluções culturais do nosso tempo. In: THOMPSON, Kenneth. Media and Cultural Regulation. London, Thousand Oaks, New Dellhi: The Open University: Sage Publications, 1997, cap.5.

HELFENBEIN JUNIOR, Robert. Economias de identidade: Estudos Culturais e um curriculo para a criação do Espaço. In: PARASKEVA, João Menelau. (org). Estudos Culturais, poder e educação. Edições Pedago: Portugal, 2011.

ISAYAMA, Hélder F. O profissional do lazer. Sinais Sociais. Vol. 8; n. 23.set-dez, Rio de Janeiro, 2013.

LARROSA, Jorge. “Tecnologias do eu e educação”. In: SILVA, Tomaz Tadeu. O sujeito da educação. Petrópolis: Vozes, 1994, p.35-86.

MAGALHÃES, Joanalira Corpes; RIBEIRO, Paula Regina Costa. (RE) pensando as representações de gênero nos episódios de Peppa Pig. Rev. Diversidade e Educação, v.2, n.4, p. 38-41, jul./dez. 2014.

MARCELLINO, Nelson Carvalho. A ação profissional no lazer, sua especificidade e

seu caráter interdisciplinar. In: MARCELLINO, Nelson Carvalho. (Org.) Lazer: formação e atuação profissional. Campinas: Papirus, 2001.

MARCELLINO, Nelson C. Lazer e Educação. 11.ed. Campinas: Papirus, 2004.

MARCELLINO, Nelson C. Pedagogia da Animação. 7. ed. Campinas: Papirus, 2005.

MARCELLINO, Nelson C. Lazer e Cultura. Campinas: Alínea, 2007.

MELO, Victor. “Vai malandra”, Anitta e a urgência da animação cultural. Licere, Belo Horizonte, v.21, n.2, jun/2018.

MENDES, Claudio Lúcio. Controla-me que te governo: os jogos para computador como formas de subjetivação e administração do eu. 2004, 247f. (Tese de Doutorado). Faculdade de Educação. Programa de pós-graduação em Educação. UFRGS, Porto Alegre, 2004.

MENDES, Claudio Lúcio. O corpo em Foucault: superfície de disciplinamento e governo. Revista de Ciências Humanas, Florianópolis, EDUFSC, n. 39, p. 167-181, abril de 2006.

MOREIRA, Antonio Flávio Barbosa. SILVA, Tomas Tadeu. Currículo, Cultura e Sociedade. São Paulo: Cortez, 1994.

ORTIZ, Renato. Estudos Culturais. Tempo Social, USP, junho, 2004.

PACHECO, Jose Augusto. Reconceptualização curricular: os caminhos de uma teoria curricular crítica. Perspectiva. Florianópolis, v.18, 0.33 p.11-33 , jan./jun. 2000

PARAISO, Marlucy Alves. Contribuições dos Estudos Culturais para a Educação. Presença Pedagógica, v.10, n. 55, jan/fev, 2004.

PARAISO, Marlucy Alves. Currículo – Mapa: linhas e traçados das pesquisas pós-críticas sobre currículo no Brasil. Educação e Realidade, v.30, n.1, p.67-82, jan-jun, 2005.

PARAISO, Marlucy Alves. Currículo, desejo e experiência. Educação e Realidade, v.34, n.2, p.277-293, mai/ago, 2009.

PARAISO, Marlucy Alves. Currículo e formação profissional em lazer. ISAYAMA, Helder Ferreira. (org). Lazer em estudo: Currículo e formação profissional. Campinas: Papirus, 2010.

PARAISO, Marlucy Alves. Metodologias de pesquisas pós-criticas em educação e currículo: trajetórias, pressupostos, procedimentos e estratégias analíticas. In: MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann; PARAISO, Marlucy Alves. (org) Metodologias de pesquisas pós-critica em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2014.

PARAISO, Marlucy Alves. Fazer do caos uma estrela dançarina no currículo: invenção política com gênero e sexualidade em tempos do slogan “Ideologia de gênero”. In: CALDEIRA, Maria Carolina e PARAÍSO, Marlucy Alves. Pesquisas sobre currículos, gêneros e sexualidades. Belo Horizonte: Mazza, 2018.

PARASKEVA, João Menelau. (org). Discursos Curriculares Contemporâneos. Edições Pedago: Portugal, 2007.

PARASKEVA, João Menelau. (org). Estudos Culturais, poder e educação. Edições Pedago: Portugal, 2011.

PINAR, Willian. A Reconceptualização dos Estudos Curriculares. In: PARASKEVA, João M. (org). Discursos Curriculares Contemporâneos. Edições Pedago: Portugal, 2007.

PINAR, Willian. Recolocar os estudos culturais nos estudos curriculares. In: PARASKEVA, João M. (org). Estudos Culturais, poder e educação. Portugal: Edições Pedago, 2011.

RIBEIRO, Vândiner. Os sem terra no currículo da mídia. In: PARAÍSO, Marlucy Alves. Pesquisas sobre currículos e culturas. Ed CRV: Curitiba, 2010.

RIBEIRO, Vândiner. PARAISO, Marlucy Alves. Currículo e MST: conflitos de saberes e estratégias na produção de sujeitos. Educ. Real. v.40 n.3. Porto Alegre, July/Sept. 2015.

SALES, Shirlei Rezende. Orkut.com.escol@: currículos e ciborguização juvenil. 2010, 230f. Tese (Doutorado em Educação). Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. UFMG/FAE, Belo Horizonte, 2010a.

SALES, Shirlei Rezende. Interface entre currículo escolar e currículo do Orkut: ciborguização da juventude contemporânea. In: PARAÍSO, Marlucy Alves. Pesquisas sobre currículos e culturas. Ed CRV: Curitiba, 2010b.

SALES, Shirlei Rezende. Etnografia + Netnografia + análise do discurso: articulações metodológicas para pesquisar em Educação. In: MEYER, Dagmar Elisabeth Estermann. PARAISO, Marlucy Alves. (org). Metodologias de pesquisas pós-critica em educação. Belo Horizonte: Mazza Edições, 2014.

SILVA, Maria Carolina. Currículo de filmes de animação: poder, governo e subjetividade dos/as infantis. In: PARAÍSO, Marlucy Alves. Pesquisas sobre currículos e culturas. Ed CRV: Curitiba, 2010.

SILVA, Tomaz Tadeu. (org). Documentos de identidade uma introdução as teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 1999a.

SILVA, Tomaz Tadeu. O currículo como fetiche: a poética e a política do texto curricular. Belo Horizonte: Autêntica, 1999b.

SILVA, Tomaz Tadeu. Teoria cultural e educação — um vocabulário crítico. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

SILVA, Tomaz Tadeu. Currículo e identidade social: territórios contestados. In: SILVA, Tomaz T. (org). Alienígenas na sala de aula Uma introdução aos estudos culturais em educação. 11 ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2013.

SOUSA, Francisco. Tazos e Barbies: quando o currículo paralelo se cruza com o formal na educação de infância. Infância e educação: investigação e práticas, Revista do GEDEI. Porto: Porto Editora, p. 73-88, 2004.

VELOSO, Caetano. GIL, Gilberto. Divino Maravilhoso. Música do álbum Tropicália ou Panis et Circencis, 1968.

WILLIAMS, Raymond. Marxismo e literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

Endereço: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8655404

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.