Psicologia do Esporte: Construindo Sua História a Partir da Educação Física

Por: Cristianne Almeida Carvalho.

Revista Brasileira de Psicologia do Esporte - v.6 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O presente artigo o processo de constituição da Psicologia do Esporte (PE) no Brasil. Resultado de uma pesquisa inédita entre as décadas de 30 a 60 do século passado, configurando indícios primários da interlocução entre Psicologia e Educação Física. Tais resultados contradizem o marco inicial da PE no país caracterizado pelos trabalhos de João Carvalhaes no final da década de 1950. A proposta metodológica incluiu registro narrativo, relacionando-se dados documentais a partir das primeiras revistas de Educação Física no país e possíveis menções à Psicologia. Diante desse universo e do embasamento teórico encontramos aproximações significativas entre a Psicologia e a Educação Física, ilustrando uma fase inicial de interlocução com os estudos sobre Psicologia geral e experimental, onde os artigos abordavam teoricamente de conceitos psicológicos como caráter e personalidade, inteligência, motivação e cognição, e uma segunda fase a partir dos anos 1950 até meados dos anos 1960, onde o discurso sobre os fenômenos psicológicos se amplia direcionando-se claramente a uma aplicação da Psicologia no âmbito da atividade física e do esporte, aproximando-se ao que chamamos Psicologia do Esporte da atualidade.  Dentre as conclusões destacamos que o percurso de construção da Psicologia do Esporte perpassa o processo de constituição da Psicologia e da Educação Física no Brasil, a partir do interesse de médicos, militares, educadores físicos pelos fenômenos humanos e sua relação com atividade física e esportes, indicando as primeiras inserções do saber psicológico na Educação Física e as primeiras aproximações para a constituição da Psicologia do Esporte.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBPE/article/view/6729

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.