Psicologia do Esporte: Primeira Metade do Século Xx

Por: Antonio Carlos Nogueira Vargas.

2011 09/06/2011

Send to Kindle


Resumo

Neste estudo investigamos e analisamos a trajetória e a construção do campo da psicologia do esporte no Brasil desde os anos 1920 até a década de 1950. Buscamos indícios e pistas da orientação ideológica da revista, atravésdo levantamento das fontes na Escola Nacional de Educação Física e Desporto, na Escola de Educação Física do Exército e nos Arquivos Históricos do Exército.  Estabelecemos como palavras-chave para busca psicologia, psicanálise, mente, mentalidade e psiquiatria. Procedemos à análise do conteúdo dos textos, pautados em Bardin(2008). Do levantamento na Escola de Educação Física do Exército, no período de 1932 a 1954, num universo de 1.398 artigos, encontramos 17 artigos sobre a temática, correspondendo a 1,21% da produção dessa revista. Nosarquivos da Escola Nacional de Educação Física, no período de 1945 a 1954, num total de 69 artigos produzidos,onde encontramos 4 artigos sobre o tópico, correspondendo a 5,79 % da produção da revista. Mediante análise dosartigos, concluímos que havia produção científica e prática da psicologia do esporte antes da década de 1950, sob aperspectiva do higienismo e do eugenismo, dentro das instituições militares junto à instauração e difusão daeducação física no Brasil.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.