Qual a Intensidade das Aulas de Um Programa de Exercício Físico Para Idosos?

Por: Aline Mendes Gerage, , Rossana Arruda Borges, Simone Teresinha Meurer e .

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.17 - n.5 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo objetivou descrever e verificar a intensidade das aulas de um programa de exercício físico (PEF) para idosos, desenvolvido na rede de atenção primária à saúde de Florianópolis – SC; e comparar os grupos quanto à intensidade das aulas, segundo três pontos de corte. Foram analisadas oito aulas, as quais envolveram 31 idosos, divididos nos grupos I e II. Utilizou-se tempo total despendido durante a aula, sendo a intensidade classificada por três diferentes pontos de corte e mensurada por acelerômetros triaxiais. Variáveis sociodemográficas; de saúde; aptidão funcional; estado nutricional e nível de atividade física (AF) ao iniciar o PEF também foram avaliados. Os resultados evidenciaram que ao iniciarem o PEF, a maioria dos idosos era pouco ativa, apresentava excesso de peso, baixa aptidão funcional e afirmou que o estado de saúde não dificultava a prática de AF. A média de tempo despendido por aula em AF moderada variou de 1,4 a 16,3 min no grupo I e de 6,6 a 23,2 min no grupo II, diferindo estatisticamente. O tempo médio geral das aulas em atividades sedentárias foi de 18,7 e 20,5 min para os grupos I e II, respectivamente. Os resultados indicam que as aulas do PEF caracterizaram-se, em sua maioria, por atividades de intensidade leve ou sedentárias e que o pouco tempo despendido em atividades mais intensas pode estar relacionado às características do grupo e à metodologia de ensino adotada pelos professores.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2015v17n5p527

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.