Qualidade de Vida e Autoestima de Mulheres Praticantes de Musculação e Ginástica em Academia

Por: Daniel Vicentini de Oliveira, José Roberto Andrade do Nascimento Junior e Rômulo Tafarello.

Cinergis - v.16 - n.4 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: analisar a qualidade de vida (QV) e a autoestima (AE) de mulheres praticantes de musculação e ginástica em academias do município de Maringá, estado do Paraná. Método: Foram avaliadas 30 mulheres, divididas em dois grupos de 15 pessoas, sendo grupo A (praticantes de musculação) e o grupo B (praticantes de ginástica). Para avaliação de QV utilizou-se o questionário WHOQOF-BREF, e para avaliação da AE, a Escala de Autoestima desenvolvida por Rosenberg. Resultados: Não houve diferença significativa nos domínios de QV e na AE, quando comparados em função do tipo de exercício praticado pelas mulheres avaliadas, indicando que as mulheres praticantes de ginástica e musculação possuem percepções de QV e AE semelhantes. Conclusão: Verificou-se que são boas a boa a QV e a AE das mulheres praticantes de musculação e ginástica do município de Maringá, estado do PR. Concluiu-se também que existe impacto significativo da autoestima na percepção da auto avaliação da QV nas mulheres praticantes de ginástica, e da AE na percepção de QV nos domínios de relações sociais e meio ambiente nas praticantes de musculação.

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/6667

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.