Qualidade de Vida e Capacidade Funcional de Idosas Praticantes de Hidroginástica no Município de Sarandi/pr

Por: Daniel Vicentini de Oliveira, José Roberto Andrade do Nascimento Junior, e Rodrigo Silvino da Silva.

Revista Brasileira de Qualidade de Vida - v.8 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Analisar a qualidade de vida e a capacidade funcional de idosas praticantes de hidroginástica do município de Sarandi/PR. MÉTODOS: Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, de caráter descritivo e analítico. Foram avaliadas 30 idosas, entre 60 e 70 anos, praticantes de hidroginástica na única academia do município de Sarandi, estado do Paraná, que oferece esta modalidade. Para avaliação da qualidade de vida foi utilizado o questionário WHOQOL-Bref e para avaliação da capacidade funcional a escala proposta por Rikli e Jones (1999), com 12 atividades de vida diária. Os resultados foram classificados em capacidade funcional avançada, moderada e baixa. RESULTADOS: A qualidade de vida das idosas praticantes de hidroginástica teve um escore médio de 79,4±7,1, sendo o domínio Psicológico (17,0) o que apresentou maior pontuação, já o menor foi o Físico (15,0). A capacidade funcional das idosas obteve escore de 9,8±2,1 pontos. CONCLUSÕES: É moderada a qualidade de vida e capacidade funcional de idosas praticantes de hidroginástica no município de Sarandi, estado do Paraná A prática da hidroginástica pode ser fator contribuinte para boa percepção de qualidade de vida no domínio Psicológico.

Endereço: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/3670

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.