Qualidade de Vida e Sobrecarga de Cuidadores de Deficientes Físicos

Por: Aline Cristina Carrasco, Andersom Ricardo Fréz, Bruna Waltrin Padilha e Cíntia Raquel Bim.

Revista Brasileira de Qualidade de Vida - v.9 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Avaliar a percepção geral da qualidade de vida e o nível de sobrecarga dos cuidadores de deficientes físicos da Associação dos Deficientes Físicos de Guarapuava. MÉTODOS: Foi realizado um estudo transversal com 50 cuidadores de pessoas com deficiência física. Para a avaliação foram utilizados a versão abreviada do World Health Organization Quality of Life e a versão brasileira do Burden Interview. Para os dados com distribuição normal utilizou-se o teste t de student e para as distribuições não homogêneas utilizou-se o teste U de Mann-Whitney.  Para comparação de três ou mais fatores utilizou-se o  ANOVA one-way. RESULTADOS: A amostra apresentou idade média de 48,5±16,2 anos, com predominância do gênero feminino (88%). Os cuidadores apresentaram pior escore de qualidade de vida no domínio meio ambiente e 44% relataram leve a moderada sobrecarga. CONCLUSÕES: Constatou-se significância estatística inversamente proporcional entre qualidade de vida e nível de sobrecarga, de modo que a função de cuidar leva à sobrecarga o que impacta negativamente na qualidade de vida dos cuidadores.

Endereço: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/5078

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.