Qualidade de Vida e Composição Corporal: Características do Envelhecimento Bem Sucedido

Por: Jaqueline Girnos Sonati.

83 páginas. 2012 06/07/2012

Send to Kindle


Resumo

A funcionalidade corporal e a autonomia são fatores essenciais para o desempenho das atividades diárias do idoso. Os cuidados para com a saúde, focados no envelhecimento saudável, envolvem o estudo das relações entre a composição corporal, a prática da atividade física e a qualidade de vida. Esse trabalho teve por objetivo o conhecimento da relação entre essas variáveis em adultos e idosos visando estabelecer estratégias promotoras da saúde. Os sujeitos da pesquisa foram adultos praticantes de bike indoor e hidroginástica de academias de Campinas e dos projetos de extensão da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas e idosos praticantes de atividade física na Universidade da Terceira Idade da Universidade Estadual de São Paulo em Piracicaba. Foi avaliado o estado nutricional a partir das medidas de peso corporal, estatura e calculado o índice de massa corporal. A composição corporal foi verificada por bioimpedância tetrapolar. A percepção da qualidade de vida avaliada através do Whoqol-bref. O nível de atividade física pelo instrumento IPAQ versão curta. O nível socioeconômico coletado através de questionário. Os dados foram tratados utilizando-se software SAS; SPSS e Bioestat. Para a análise dos dados os 132 voluntários foram classificados em três grupos etários, respeitando as faixas de idade de 40 à 52 anos - Grupo 1 (n=45)- , de 53 à 66 anos - Grupo 2 (n=43) - de 67 à 80 anos - Grupo 3 (n=44) -. Houve diferença significativa entre os grupos para as variáveis gordura corporal (entre Grupos 1 e 2 e entre Grupos 1 e 3); massa livre de gordura (entre Grupos 1 e 3 e entre Grupos 2 e 3); domínio das relações sociais (entre Grupos 1 e 3); faceta 4 (entre Grupos 1 e 3); faceta 8 (entre Grupos 2 e 3); faceta 10 (entre Grupos 1 e 2) e faceta 11 (entre Grupos 1 e 2). O estudo concluiu que o envelhecimento provoca uma importante diminuição no valor de massa corporal e que este está relacionado com a massa livre de gordura. O controle dessas medidas, durante o processo de envelhecimento, se faz necessário, pois a perda da MLG, principalmente a massa muscular, está diretamente relacionada com a dependência do idoso e ela é significativamente maior depois dos setenta anos de idade. A qualidade de vida mostrou alterações durante o processo de envelhecimento sugerindo que mulheres mais velhas que se exercitam têm melhor qualidade de vida quanto ao domínio de relações sociais que as mais novas. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000866891&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.