Qualidade de Vida dos Professores de Academia de Ginástica da Cidade de Olinda-pernambuco

Por: André Leite Wanderley, Gilmário Ricarte Batista, José Diogo Andrade dos Santos, Petrus Gantois Massa Dias dos Santos e Sarah Abrahão Gomes dos Santos.

Revista da Educação Física - UEM - v.24 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi identificar e comparar a qualidade de vida (QV) dos professores de educação física que atuam em academias de ginástica da cidade de Olinda, Pernambuco de acordo com características sociodemográficas, econômicas e profissionais. Participaram do estudo 62 profissionais, sendo 58,1% homens. Os instrumentos de coleta de dados foram um questionário com questões sociodemográficas, comportamentais e econômicas, o Whoqol-Bref e o IPAQ. Foram encontradas diferenças significativas no domínio físico na faixa etária (p= 0,04) e nos ciclos de desenvolvimento profissional (p= 0,04); no domínio psicológico nas atividades exercidas na academia (p= 0,03); e no domínio ambiental no nível de atividade física no lazer (p= 0,01). Percebe-se que os professores de educação física de academias de ginástica apresentam uma QV relativamente boa, tendo em vista os elevados valores para os domínios da QV.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/17196/11806

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.