Qualidade de Vida em Mulheres Praticantes de Hatha Ioga

Por: Cristina Martins Coelho e Thaíza Tavares Less.

Motriz - v.17 - n.1 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar, em um grupo de mulheres saudáveis, os efeitos da  prática regular de Ioga sobre a qualidade de vida. Tratou-se de um estudo transversal controlado, no qual 
participaram 25 mulheres saudáveis, com idades entre 20 e 59 anos, divididas nos grupos IOGA  (praticantes há pelo menos seis meses) e CONTROLE (sedentárias), compostos respectivamente por 13 e 
12 voluntárias. A qualidade de vida foi avaliada utilizando-se o questionário SF-36. Para análise estatística  foram realizados o teste t independente e as provas não paramétricas de Mann-Whitney. O grupo IOGA 
apresentou pontuação significativamente mais elevada no domínio “dor” e no escore físico geral (p < 0,05)  do questionário SF-36. Concluímos que, na população avaliada, a prática regular de Hatha Ioga demonstrou  ser capaz de influenciar positivamente determinados aspectos da qualidade de vida.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/1980-6574.2011v17n1p33/pdf_64

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.