Qualidade de Vida Percebida Por Indivíduos Fisicamente Ativos e Sedentários

Por: e Márcia Greguol.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.18 - n.1 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O tema qualidade de vida cada vez mais vem sendo estudado em diferentes contextos e populações. No entanto ainda são escassos na literatura trabalhos que abordem o tema qualidade de vida em indivíduos praticantes de exercícios físicos, atletas de alto rendimento e aqueles que são sedentários. O presente estudo teve como objetivo verificar a qualidade de vida percebida em indivíduos sedentários e fisicamente ativos. A amostra foi composta por 120 indivíduos do sexo masculino e feminino com idades entre 18 a 25 anos divididos em quatro grupos praticantes de esportes coletivos, esportes individuais, exercícios físicos e sedentários. Para a análise da qualidade de vida os indivíduos responderam ao questionário (WHOQOL-bref) proposto pela OMS. Para a análise estatística, utilizou-se estatística descritiva (média e desvio padrão) e percentual de respostas, o teste de Mann-Whitney foi utilizado para a comparação entre os gêneros e o teste de KrusKal-Wallis para fazer comparação entre as modalidades. Os resultados indicaram que 85% alegaram ter uma boa qualidade de vida, sendo os praticantes de exercícios físicos com maiores valores atribuídos aos domínios de qualidade de vida.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1379

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.