Qualidade de Vida de Portadores de Deficiência em Função do Tipo de Atividade Física Praticada

Por: e Valdo Brandão Vieira.

VI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

As Primeira e a segunda Guerras mundiais produziram centenas de milhares de mutilados, quase todos eles com uma perspectiva de sobrevida reduzida, devido a falta de uma medicina especializada. No citado grupo, após 7 à 9 meses o óbito era inevitável.Perambulando em suas cadeiras de rodas, sem ter como preencher seu tempo e impedidos de retornarem a uma vida social "normal" por serem considerados um fardo muito pesado, grupos de paraplégicos, das diversas enfermarias se reuniam, para informalmente desafiar uns aos outros com a realização de tarefas que envolvessem a movimentação com as cadeiras de rodas nas mais diversificas formas. Sob esse enfoque observa-se , não só uma busca de uma forma de assumir sua deficiência, como uma possibilidade de experimentar outros meios, para minimizar os efeitos da citada deficiência e desenvolver e expressar, de forma concreta, suas potencialidades através do movimento corporal. O ser humano é um conjunto complexo de vida, de percepção e de movimento. Segundo FEIJÓ(1992), "o movimento é um dos traços mais característicos da vida".

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.