Qualidade de Vida no Trabalho de Professores de Ed. Física: Validação e Reprodutibilidade do Qvt-pef

Por: André Luís Donegá, Carlos Augusto Fogliarini Lemos, Elio Carlos Petroski, , e Marcel Henrique Kodama Pertille Ramos.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Apesar de ser um tema amplamente comentado, a qualidade de vida de professores
de Educação Física tem sido pouco investigada, resultando em contradições entre a
intervenção docente e as políticas implementadas para atuação nesta área. Além
disso, na literatura consultada detecta-se a escassez de instrumentos que possam
auxiliar na avaliação da qualidade de vida no trabalho em Educação Física.Assim, o
objetivo deste estudo foi verificar a validade de conteúdo e o nível de reprodutibilidade
da "Escala de Avaliação da Qualidade de Vida no Trabalho Percebida por Professores
de Educação Física do Ensino Fundamental e Médio" (QVT-PEF). O instrumento
possui 34 questões distribuídas em 8 dimensões (Remuneração; Condições de
trabalho; Desenvolvimento de capacidades humanas; Crescimento e segurança;
Integração social; Constitucionalismo; Trabalho e espaço total de vida; Relevância
social). Enquanto que na validação de conteúdo foram consultados 19 especialistas
na área, na avaliação da reprodutibilidade utilizou-se o procedimento de teste-reteste,
aplicado com intervalo de uma semana, numa amostra 58 professores de Educação
Física, atuantes nas redes de ensino municipal, estadual e particular. A estabilidade
temporal dos escores foi avaliada através do coeficiente de correlação de Spearmann
(rs) e a consistência interna do instrumento foi analisada através do coeficiente alfa
de Cronbrach, ambos analisados no programa estatístico SPSS for windows versão
11.0 (p<0,05). Os resultados da validação de conteúdo revelaram que todos os
especialistas consultados apresentaram nível de consenso superior a 70%,
confirmando a matriz analítica que sustenta o instrumento. Na avaliação da
estabilidade temporal dos escores, os resultados demonstraram que todas as
dimensões obtiveram forte correlação (rs entre 0,82-0,69).Além disso, 32 questões
(94,12%) apresentaram forte correlação (rs entre 0,85-0,60) e 2 questões (5,88%)
obtiveram moderada correlação (rs de 0,55 e 0,48). Quanto à consistência interna
do instrumento, o valor encontrado do Alfa de Conbrach foi elevado (0,9482).
Conclui-se que o QVT-PEF apresenta elevada consistência interna, alto coeficiente
de estabilidade dos escores, bem como níveis aceitáveis de consenso quanto a
representatividade dos indicadores nas respectivas dimensões que compõem a matriz
analítica, justificando a sua utilização em pesquisas que analisam a qualidade de vida
de professores de Educação Física Escolar.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/71_Anais_349.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.