Qualidade de Vida no Trabalho e Síndrome de Burnout em Prfessores de Educação Física do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil

Por: Hudson de Resende Moreira.

Revista Brasileira Atividade Física & Saúde - v.14 - n.2 - 2009

Send to Kindle


Sobre a Obra

Este estudo descritivo exploratório tem como objetivo erifi car a correlação entre a Qualidade de Vida no rabalho (QVT) com a Síndrome de Burnout (SB) em rofessores de Educação ísica. Participaram da investigação 149 professores de Educação Física, vinculados à Secretaria Estadual de ducação do Rio Grande do Sul. Os instrumentos de coleta e dados foram a Escala de Avaliação da Qualidade de Vida no rabalho Percebida por Professores de Educação Física QVT-PEF), o Maslach Burnout Inventory (MBI) e um questionário ociodemográfi co. Na análise dos dados, empregaram-se o este Qui-quadrado para grupo único e o teste de correlação de pearman. Os resultados revelaram que a maioria dos rofessores encontra-se satisfeita com a qualidade de vida no rabalho, embora esteja insatisfeita com a remuneração e compensação. A dimensão exaustão emocional do MBI obteve moderada orrelação com a dimensão trabalho espaço total de vida o QVTPEF e a dimensão realização profi ssional revelou fraca orrelação com as dimensões oportunidade futura de rescimento e segurança e trabalho e espaço total de vida. As vidências encontradas permitem concluir que a exaustão mocional relatada pelos professores está associada às condições de rabalho; ao sentimento de segurança; à possibilidade de rogressão na carreira docente; às garantias legais aos trabalhadores; o tempo equilibrado entre trabalho e lazer. A realização rofi ssional está ligada também aos sentimentos de estabilidade, à ossibilidade de progressão na carreira e ao equilíbrio o tempo entre trabalho e lazer

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.