Quando a Atividade Física Torna-se Um Problema: Reflexões Sobre a Dependência de Exercício

Por: Juliana Gonçalves Baptista.

2015 30/01/2015

Send to Kindle


Resumo

A presente dissertação é composta por dois estudos distintos, nos quais objetivam trazer novos olhares sobre a dependência de exercício. O primeiro estudo é uma revisão sistemática da literatura, no qual tem o intuito de examinar o que se tem produzido sobre dependência de exercício entre 2000 a 2014 e se as recomendações propostas no importante artigo de revisão de Hausenblas e Downs (2002) foram ponderadas nos estudos analisados. A partir de oitenta e três artigos estudados, a presente revisão aponta para uma literatura, ainda, inconsistente, assim como encontrado no trabalho de Hausenblas & Downs (2002). O segundo estudo tem como objetivo identificar a taxa de prevalência de sintomas de dependência de exercício em frequentadores de academia de ginástica e musculação na cidade do Rio de Janeiro e qual(is) é(são) a(s) característica(s) associada(s) a dependência de exercício. A partir de um estudo epidemiológico observacional do tipo transversal (cross-sectional), no qual um total de 483 frequentadores de academia de ginástica e musculação da cidade do Rio de Janeiro respondeu o Negative Addiction Scale (ROSA et al, 2003), versão adaptada da Escala de Influência dos Três Fatores (mídia, família e amigos) (CONTI et al, 2010) e questões sobre o uso de recursos ergogênicos e medicamentos, o nível de controle alimentar, desejo de modificação corporal, motivos para exercitar, nível de participação em competições e a frequência de ida ao médico e aspectos demográficos e rotina de treinamento. Mediante as respostas deste instrumento, encontrou-se uma alta taxa de prevalência de alto nível de sintomas de dependência de exercício e características atreladas à alta frequência semanal, tempo de academia, uso diário de suplemento nutricional, controle alimentar para perda de peso, desejo ou modificação corporal e motivação para exercitar pelo lazer. Portanto, conclui-se a necessidade de uma reflexão crítica dos discursos e práticas atreladas ao exercício físico, pois, talvez, estejam impulsionando algumas pessoas a adotarem padrões de exercício danosos a si.

Endereço: http://www.eefd.ufrj.br/stricto-sensu

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.