Rastreamento de Sintomas Depressivos em Idosos na Estratégia Saúde da Família, Porto Alegre

Por: Alfredo Cataldo Neto, Eduardo Lopes Nogueira, Irênio Gomes, Leonardo Librelotto Rubin e Sara de Souza Giacobbo.

Revista de Saúde Pública - v.48 - n.3 - 2014

Send to Kindle


Resumo

Analisar a prevalência de depressão em idosos e os fatores associados.Delineamento transversal com amostra aleatória estratificada de 621 indivíduos ≥ 60 anos provenientes de 27 equipes de saúde da família de Porto Alegre, RS, Brasil, no período entre 2010 e 2012. A depressão foi mensurada por agentes comunitários de saúde utilizando a Escala de Depressão Geriátrica de 15 itens. Escores ≥ 6 foram considerados depressão e entre 11 e 15, depressão severa. A regressão de Poisson foi o método de análise robusta utilizado para busca de associações independentes de variáveis sociodemográficas e autopercepção de saúde com a depressão e sua severidade.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0034-89102014000300368&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.