Reabilitação Cardíaca com ênfase no Exercício: Uma Revisão Sistemática

Por: Djalma Rabelo Ricardo.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.12 - n.5 - 2006

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desta revisão sistemática foi determinar o efeito da reabilitação cardíaca com ênfase no exercício (RCEE) sobre a mortalidade, fatores de risco modificáveis e qualidade de vida relacionada à saúde em pacientes com doença arterial coronariana. Foram analisados apenas ensaios clínicos controlados e randomizados (ECCR) com follow-up igual ou superior a seis meses, publicados entre 1990 e 2004. Utilizaram-se os critérios propostos pelo Clinical Practice Guideline: cardiac rehabilitation para julgar os estudos selecionados. Fizeram parte desta revisão 21 ECCR envolvendo 2.220 pacientes entre 49 e 63 anos (86% homens). A maioria dos ECCR apresentaram resultados favoráveis à RCEE para mortalidade total e cardíaca quando comparada com os cuidados usuais (controle). Esse fato também foi observado para os eventos de reinfarto e revascularização do miocárdio. Os resultados da RCEE sobre os fatores de risco modificáveis e a qualidade de vida não foram conclusivos quando comparados com a intervenção controle, apesar de alguns estudos apresentarem diferenças estatísticas a favor da RCEE. Esta revisão confirma os benefícios da RCEE na abordagem terapêutica de coronariopatas, reduzindo suas taxas de mortalidade cardíaca e por todas as causas, além de contribuir para a diminuição da ocorrência de outros eventos coronarianos, tais como a revascularização miocárdica e a taxa de reinfarto. Em relação aos fatores de risco modificáveis e à qualidade de vida, houve uma tendência favorável à utilização da RCEE. Em adendo, parece que o exercício físico regular per se constitui o principal responsável pelos resultados favoráveis da intervenção em relação aos desfechos estudados.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v12n5/11.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.