Creatina Quinase e Dor Muscular Tardia na Musculação: Estudo Experimental em Adultos e Jovens com o Circuit Weight Training e o Multiple Set System

Por: Elson de Almeida.

1999 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

A musculação representa conjunto de meios que visa ao desenvolvimento e/ou manutenção de qualidades físicas relacionadas com as estruturas músculo-articulares, principalmente as de força e resistência muscular localizada. A prática desta atividade relaciona-se com a ocorrência de microrrupturas nas fibras musculares e dor muscular tardia, principalmente em iniciantes. Nesta fase, é necessário progressão adequada das cargas de trabalho, evitando lesão ou desconforto. O presente estudo objetivou realizar investigação em treinamento comparando dois métodos de musculação, em relação ao aparecimento da enzima creatina quinase (CK) na corrente sangüínea e dor muscular tardia, tentando evidenciar diferenças nestes parâmetros relacionados ao espaçamento e altemância dos grupos musculares entre às séries de exercício. Participaram do estudo 40 alunos da UNICAMP, os quais responderam previamente o questionário PAR-Q, objetivando encaminhamento médico. A seguir, foram submetidos a medidas antropométricas referentes a peso, altura e dobras cutâneas. Depois destes cuidados, foram realizados testes para individualização da carga de trabalho e os indivíduos divididos em dois grupos de treinamento, um com o "multiple set system" (MS) e outro utilizando o "circuit weight training" (CWT). Após a realização de uma sessão de treinamento, os sujeitos foram avaliados com questionário para determinação da dor segundo proposta de Talag (1973) e mensuração da atividade da CK realizada com espectrofotômetro (Reflotron). Todos os procedimentos tiveram aprovação do comitê de ética em pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas/UNICAMP, com os participantes firmando termo de assentimento relativo a sua participação nas atividades. Com os resultados dos quatro dias de observações dos parâmetros de lesão, utilizou-se o teste estatístico de Mann-Withney para comparação dos grupos. Observou- se que nas variáveis estudadas o CWT demonstrou ser menos lesivo, devido principalmente aos valores de CK observados, que foram significativamente mais baixos em relação ao MS. Isto mostra que o CWT é o treinamento mais indicado para iniciantes da prática de musculação. Além disso, o protocolo utilizado evidencia relação causal metabólica entre o exercício e os sinais de lesão muscular.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000202207&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.