Recreio Escolar: Práticas Corporais e Suas Significações

Por: Fabiane Smaniotto Pinno.

106 páginas. 2011 08/12/2011

Send to Kindle


Resumo

Esta dissertação busca compreender como os alunos significam as práticas corporais vivenciadas no espaço do recreio escolar. Caracteriza-se metodologicamente como um estudo de viés etnográfico aliado a técnicas de observação participante, entrevistas e fotografia, desenvolvido no contexto do recreio da Escola Municipal Fundamental Deolinda Barufaldi – Ijuí/RS – no período de outubro de 2005 a julho de 2007. O exame deste corpus de investigação permitiu afirmar que o recreio é um espaço social próprio, polissêmico, dinâmico e educativo, importante dentro do espaço escolar. As reflexões sobre o espaço-escola instigam a pensar sobre o lugar que o corpo ocupa nesta instituição, ou seja, em qual dos seus múltiplos espaços encontra acolhida o corpo sócio-histórico, “encharcado” de cultura, expressivo, indisciplinado e criativo. A questão norteadora das reflexões desenvolvidas no texto é a seguinte: não é justamente o recreio escolar o espaço no qual o corpo adentra para falar, agir, expressar-se, compartilhar, trocar experiências, desarmar-se e, por isso, manifestar os códigos que constituem sua singularidade? Nessa perspectiva, o estudo aponta para as práticas corporais, que assumem uma centralidade, uma vez que possibilitam aos alunos estabelecerem relações com seu grupo de pares, socializarem-se e significarem o espaço escolar. O recreio é vivenciado pelos alunos de diferentes maneiras, através de práticas como jogar futebol, brincar, dançar e “bater um papo”; apontando para a percepção de que as práticas corporais, a ocupação dos espaços, bem como suas escolhas têm a ver com a idade, o gênero e com a estruturação dos espaços e tempos escolares. Assim, o espaço e tempo do recreio escolar constituem-se um lócus de importante aprendizagem, pois ali é possível “captar” muitas das expressões corporais/culturais através das quais os sujeitos estão a nos falar deles, do que pensam, sentem, gritam e escrevem com seus corpos na especificidade deste espaço, o que, aliás, torna-se fundamental para a eficácia de nossas práticas pedagógicas. Prestar atenção ao recreio é buscar conhecer os valores que dão sustentação às vidas dos alunos, compreendendo-os em seus entrelaçamentos com o processo de ensino-aprendizagem. A idéia que perpassa este trabalho é a de que não se trata de pedagogizar o recreio, mas de desenvolver uma pedagogia que tenha olhos e ouvidos para o que nele se expressa, (re)conhecendo o mundo que se revela através dele.

Endereço: http://hdl.handle.net/123456789/386

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.