Recuperando, Comparando e Apreciando Bricadeiras de Rua de Diferentes Gerações em Bauru, Sp: Formação da Identidade e Padrão Por Genêro

Por: , Carlos Roberto Padovani e Jorgeta Zogheib Milanezi.

Conexões - v.6 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O presente projeto expressa como objetivos: i-) identificar jogos e brinquedos praticados nos anos 50, em Bauru, SP, e qual o significado dos mesmos para aqueles que os vivenciaram; ii-) sistematizar como e quais são os da geração subseqüente e iii-) propor subsídios para as escolas preservarem a cultura local no que diz respeito a tais expressões. Os dados foram coletados a partir dos relatos de memória e de entrevistas com pessoas que, na década de 50, encontravam-se na faixa entre 08 e 13 anos e também com crianças entre 10 e 12 anos, da Escola Municipal de 1º Grau Santa Maria, localizada no bairro Vila Cardia. Destas, analisaram-se 19 do gênero feminino e 20 do masculino, segundo a metodologia de Kosminsky (1984). Obtendo-se 127 referências de brincadeiras que não se repetiram entre as gerações, as comuns a ambas (53 e 60 respectivamente) foram submetidas a análise inferencial, pelo teste de Goodman. Inspeção imediata de tais resultados apontou para aparente associação entre brincadeiras e um padrão segundo gênero, aspecto a seguir também considerado e demonstrado pelas comparações intra e interpopulacionais multinominais, em relação aos postos mais freqüentemente referidos. Como resultado geral obtido, foi possível, não obstante as flutuações de freqüência observadas entre as ambas as gerações, constatar e discutir a consecução dos objetivos inicialmente postos, bem como a distribuição preferencial constatada.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/249

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.