Recusando Armários: Histórias de Homens Homossexuais no Futebol Brasileiro

Por: José Aelson da Silva Júnior e .

Mosaico - v.9 - n.14 - 2018

Send to Kindle


Resumo

No futebol, é notável entre seus participantes o exercício constante de afirmação de uma masculinidade viril para si e de uma masculinidade não viril para os adversários, enfatizando a diferenciação entre nós e eles/outros. Isso não significa que não há espaço para resistências. Nesse texto, apresentamos duas histórias de homens assumidamente homossexuais que, de diferentes modos, participam do universo do futebol. Recorremos a entrevistas de História Oral, complementadas com textos de periódicos que abordaram os grupos que tais sujeitos integraram ou integram. Suas trajetórias evidenciam experiências que vão além da exclusão e mesmo da simples tolerância, evidenciando a multiplicidade de vivências que ocorrem no contexto do futebol, algumas das quais escapam à heteronormatividade.

Referências

ANJOS, Luiza Aguiar dos. “‘Vôlei masculino é pra homem’: representações do homossexual e do torcedor a partir de um episódio de homofobia”. Movimento, v. 21, n. 1, Porto Alegre, jan./mar., 2015, p. 11-24.

BANDEIRA, Gustavo Andrada; SEFFNER, Fernando. “O que pensam os torcedores do Grêmio sobre a experiência da torcida Coligay”. Seminário Internacional Fazendo Gênero, 11. Anais eletrônicos. Florianópolis, 2017.

CAMARGO, Wagner Xavier. “Dilemas insurgentes no esporte: as práticas esportivas dissonantes”. Movimento, Porto Alegre, v. 22, n. 4, Porto Alegre, out./dez. de 2016, p.1337-1350.

FAIRCLOUGH, Norman. “Análise Crítica do Discurso e a Mercantilização do Discurso Público: as Universidades”. In: MAGALHÃES, Célia Maria (Org.). Reflexões sobre a análise crítica do discurso. Belo Horizonte, 2001, p. 31-82.

GASTALDO, Édison Luis; BRAGA, Adriana Andrade. “Corporeidade, esporte e identidade masculina”. Revista Estudos Feministas, v.19, n.3. Florianópolis, set./dez. 2011, p. 875-894.

HOLLANDA, Bernardo Buarque de. “A voz da torcida: Biografia, História Oral e Memória nos relatos de antigas lideranças torcedoras”. Aurora, São Paulo, v.9, n.1, 2010, p.27-47.

LOURO, Guacira Lopes. “Corpo, escola e identidade”. Educação & Realidade. Porto Alegre: FACED/UFRGS, v.25, n.2, jul/dez 2000, p. 59-75.

MISKOLCI, Richard. Teoria Queer: um aprendizado pelas diferenças. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora: UFOP, 2016.

NOGUEIRA, Gilmaro; COLLING, Leandro. “Homofobia, heterossexismo, heterossexualidade compulsória, heteronormatividade”. In: COLLING, Ana Maria; TEDESCHI, Losandro Antônio. Dicionário Crítico de Gênero. Dourados, MS: Ed. UFGD, 2015.

PINTO, Maurício Rodrigues. “Torcidas Queer e Livres em Campo: Sexualidade e Novas Práticas Discursivas no Futebol”. Ponto Urbe, v.14, n.1, São Paulo, 2014, p.1-9.

PORTELLI, Alessandro. “A filosofia e os fatos. Narração, interpretação e significado nas memórias e nas fontes orais”. Revista Tempo, v.1, n.2, Rio de Janeiro, 1996, p. 59-72.

Depoimentos

MENDES, Gustavo. Depoimento de Gustavo Mendes: Grupo de Estudos sobre Futebol e Torcidas – GEFuT/UFMG. Belo Horizonte, 28 de julho de 2017.

ROCHA, Luiz Afonso Oliveira da. Depoimento de Luiz Afonso Oliveira da Rocha: Projeto Garimpando Memórias. Porto Alegre: Centro de Memória do Esporte – ESEFID/UFRGS, 2017.

RODRIGUES, Osmar Dziekaniaki. Depoimento de Osmar Dziekaniaki Rodrigues: Projeto Garimpando Memórias. Porto Alegre: Centro de Memória do Esporte – ESEFID/UFRGS, 2017.

Periódicos

CRUZ, Sidnei. “Torcidas organizadas também voam à Tóquio”. Correio do Povo. Porto Alegre, p.12, 06 dez. 1983.

KALICHESKI, Daniela; CALLEGARI, Carolina. “Champions Ligay reunirá oito times LGBT de seis estados no Rio”. Disponível em https://oglobo.globo.com/rio/bairros/champions-ligay-reunira-oito-times-lgbt-de-seis-estados-no-rio-22080555. Acesso em 18 de novembro de 2017.

RODRIGUES, Alysson. “Conheça as histórias e como surgiu o primeiro brasileirão homossexual”. [online] Portal Terra. Disponível em https://www.terra.com.br/esportes/lance/vai-comecar-a-champions-ligay-conheca-as-historias-e-como-surgiu-o-primeiro-brasileirao-homossexual,68f9921a8bca0c734f0936bf9ab8f064zpr0w9f1.html. Acesso em 22 de novembro de 2017.

“TORCIDAS Organizadas: Máquina Tricolor”. Nação Tricolor, Porto Alegre, v.1, n.4, 1997.

Endereço: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/mosaico/article/view/74071

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.